Resumo Trabalho

E-SPORTS NO BRASIL: GESTÃO DA INFORMAÇÃO DOS SITES DAS CONFEDERAÇÕES BRASILEIRAS

Autor(es): ANA PAULA EVARISTO GUIZARDE TEODOROGiselle Helena Tavares, Renata Laudares Silva, Nara Heloisa Rodrigues, José Pedro Scarpel Pacheco e Gisele Maria Schwartz

Os esportes eletrÔnicos – e-Sports representam uma nova modalidade esportiva, a qual vem atraindo um grande nÚmero de adeptos para o mercado de games, apresentando jogadores que jÁ atuam como profissionais em eventos que sÃo assistidos por milhares de pessoas, de forma presencial ou online. Em Âmbito nacional, existem trÊs confederaÇÕes, as quais buscam, de modos diferenciados, o gerenciamento dos e-Sports. Entretanto, pela complexidade da temÁtica e pelo pioneirismo das aÇÕes, a gestÃo das informaÇÕes nos sites destas instituiÇÕes deixa muitas lacunas ainda inexploradas, para se compreender a abrangÊncia de suas atuaÇÕes. Sendo assim, este estudo, de natureza qualitativa, teve como objetivo analisar os tipos de informaÇÕes que sÃo veiculadas nos sites das confederaÇÕes de e-Sports do Brasil. O estudo foi desenvolvido por meio de pesquisas bibliogrÁfica e exploratÓria. A pesquisa exploratÓria foi realizada com base na coleta de informaÇÕes nos sites das confederaÇÕes de e-Sports do Brasil: CBeS – ConfederaÇÃo Brasileira de eSports, CBDEL – ConfederaÇÃo Brasileira de Desporto EletrÔnico e CBEE – ConfederaÇÃo Brasileira de Esportes EletrÔnicos. Os dados foram analisados descritivamente, por meio da TÉcnica de AnÁlise de ConteÚdo e as categorias definidas a priori. Os resultados indicam que, na Categoria 1 – HistÓrico das confederaÇÕes, as trÊs apresentam informaÇÕes relevantes sobre suas histÓrias e parcerias, porÉm, uma delas nÃo evidencia o ano de sua fundaÇÃo, o que dificultou nas comparaÇÕes relacionadas a este quesito. Na Categoria 2 – MissÃo, todas elas disseminam seus objetivos de forma clara, porÉm, em uma delas, essas informaÇÕes estavam gerais, e, nas outras duas, mais detalhadas. Na Categoria 3 – CompetiÇÕes, apenas uma confederaÇÃo divulga o calendÁrio das competiÇÕes com as datas dos eventos. Na Categoria 4 – Artigos, apenas uma das confederaÇÕes aponta contribuiÇÕes nesse formato. Na Categoria 5 – Reportagens, dois sites difundem a presenÇa de reportagens variadas. Na Categoria 6 – Contato, em duas confederaÇÕes foi possÍvel identificar o endereÇo, em apenas um site, foram evidenciados o e-mail, o telefone e o atendimento “Fale Conosco”. Na Categoria 6 – TransparÊncia, elementos como atas, editais, licitaÇÕes, ofÍcios, decretos e balanÇos foram apresentados apenas por uma confederaÇÃo. Na Categoria 7 – InformaÇÕes complementares, duas confederaÇÕes apresentam informaÇÕes adicionais, como “Saiba mais”, detalhes sobre os e-Sports, as equipes brasileiras, entre outros assuntos. Conclui-se que esses dados indicaram diferenÇas nas informaÇÕes veiculadas nos sites de cada confederaÇÃo de e-Sports no Brasil, o que leva À falta de dados concretos a respeito da evoluÇÃo desta modalidade, bem como, acarreta prejuÍzos para sua imagem e difusÃo. Sugere-se o aumento da interatividade, a constante atualizaÇÃo e a revisÃo das informaÇÕes de cada site, para garantir a gestÃo adequada dos e-Sports no Brasil.

Veja o artigo completo: PDF