Artigo Anais VI CONEDU

ANAIS de Evento

ISSN: 2358-8829

Visualizações: 246
MAQUETE COMO AGENTE POTENCIALIZADOR DO ENSINO DA GEOGRAFIA: O CASO DA ESCOLA DE ENSINO MEDIO ABRAAO BAQUIT

Palavra-chaves: MAQUETES, GEOGRAFIA, ENSINO-APRENDIZAGEM Pôster (PO) GT 17 – Ensino e suas intersecções Publicado em 24 de outubro de 2019

Resumo

O CENÁRIO ATUAL NOS LEVA A REFLETIR SOBRE A NECESSIDADE DE NOVAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS QUE PODEM SER UTILIZADAS PELOS PROFESSORES NAS AULAS, NAS MAIS DIFERENTES ÁREAS DO CONHECIMENTO. DURANTE MUITO TEMPO O ENSINO DA GEOGRAFIA ESTEVE VINCULADO À MERA MEMORIZAÇÃO E ARQUIVAMENTO DE CONTEÚDOS. O BAIXO EMPENHO DOS ALUNOS E A FALTA DE MOTIVAÇÃO, POR EXEMPLO, ATUAM COMO UMA DAS PRINCIPAIS BARREIRAS NO PROCESSO EDUCACIONAL. DIANTE DO EXPOSTO, ESSE TRABALHO TEM POR OBJETIVO, REFLETIR SOBRE O PAPEL DAS MAQUETES NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM DOS ALUNOS DE ENSINO MÉDIO, NA DISCIPLINA DE GEOGRAFIA NA ESCOLA ABRAÃO BAQUIT, QUE FICA LOCALIZADA NA CIDADE DE QUIXADÁ- CE. A METODOLOGIA ABORDADA TRATA-SE DE UMA ANÁLISE E EXECUÇÃO DE PROJETO JÁ EXISTENTE NA ESCOLA, NO QUAL VAMOS DESCREVER POSTERIORMENTE. O USO DE MAQUETES NAS AULAS DE GEOGRAFIA POSSA TORNA-LAS MAIS AGRADÁVEIS E ATRATIVAS, UMA VEZ QUE OS ALUNOS TORNAM-SE AGENTES CONDUTORES DO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM NESSE SENTIDO, CONTATOU-SE QUE A PRODUÇÃO DE MATERIAIS LÚDICOS (MAQUETES) EM SALA DE AULA FACILITOU O ENVOLVIMENTO DOS ALUNOS NO PRÓPRIO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO, DE FORMA CRITICA E REFLEXIVA, PROPORCIONANDO A AUTONOMIA DOS EDUCANDOS A PARTIR DA RESSIGNIFICAÇÃO DOS CONTEÚDOS. CONCLUI-SE, PORTANTO QUE AS PRODUÇÕES DE MAQUETES EM SALAS DE AULAS PODEM TER RESULTADOS POSITIVOS NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM DOS ALUNOS E, PRINCIPALMENTE, PODEM ATUAR COMO MOTIVAÇÃO PARA OS ALUNOS PARTICIPAREM MAIS ATIVAMENTE DAS AULAS.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.