Artigo Anais VI CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

Visualizações: 184
PROMOVENDO SAÚDE EM CUIDADORAS ATRAVÉS DA EXPERIÊNCIA DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

Palavra-chaves: EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, IDOSOS, RODAS DE CONVERSA, SOFRIMENTO PSÍQUICO Comunicação Oral (CO) AT 03: Práticas Clínicas e Terapêuticas direcionadas à Pessoa Idosa Publicado em 26 de junho de 2019

Resumo

INTRODUÇÃO: A EXTENSÃO TEM O PROPÓSITO DE PRESTAR AUXÍLIO A SOCIEDADE, VISANDO CONTRIBUIÇÕES QUE SE DESTINAM A MELHORIA DOS CIDADÃOS, TENDO COMO FINALIDADE O PROGRESSO DA QUALIDADE DE VIDA DAS PESSOAS CONTEMPLADAS. DESTA FORMA A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA VEM REPLETA DE SABERES FORMAIS E POPULARES, QUE BENEFICIAM DIRETAMENTE A COMUNIDADE, COM ÊNFASE NA IDOSA. A PRÓPRIA ETAPA DE ENVELHECIMENTO TEM SUAS MODIFICAÇÕES CARACTERÍSTICAS, SENDO ELAS, NA ESTRUTURA ORGÂNICA, PSICOLÓGICA E SOCIAL. ALÉM DE TODA A CARGA QUE O ENVELHECIMENTO TRAZ CONSIGO, IDENTIFICAM-SE SITUAÇÕES QUE AUMENTAM AS DEMANDAS PSICOLÓGICAS, COMO A VIVÊNCIA DA MATERNIDADE. DESTACAMOS AQUI, AS EXPERIÊNCIAS DE MÃES QUE SE DEPARAM COM A REALIDADE DE GESTAR, CUIDAR E SOBRETUDO AMAR UM FILHO COM DEFICIÊNCIA FÍSICA E/OU COGNITIVA, E TODAS AS IMPLICAÇÕES SOCIAIS E PSICOLÓGICAS QUE ESSE CUIDADO LHES ACARRETA. DIFICULDADES PARA O CUIDADO, SOBRECARGA E SOFRIMENTO PSÍQUICO SÃO COMPANHEIROS COTIDIANOS DESSAS MULHERES. HÁ UMA TENDÊNCIA NATURAL DA SOCIEDADE MODERNA E ADOECIDA DE SE MEDICALIZAR SOFRIMENTOS, CONTUDO, EXISTEM MEIOS MAIS EFICAZES PARA LIDAR COM ESSAS DEMANDAS SEM NECESSITAR DA MEDICALIZAÇÃO. ENCONTRAMOS ATRAVÉS DAS RODAS DE CONVERSAS UM ESPAÇO DE PARTILHA DAS INQUIETAÇÕES COTIDIANAS, ALÉM DE UMA FORMA DESSAS MULHERES SE FORTALECEREM DIANTE DAS DIFICULDADES. OBJETIVO: RELATAR A EXPERIÊNCIA DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA COM MÃES CUIDADORAS DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA, VALIDADA ATRAVÉS DE UM PROGRAMA DE BOLSAS DE EXTENSÃO – PROBEX – QUE TEVE COMO CENÁRIO A APAE. MÉTODO: TRATA-SE DE UM RELATO DE EXPERIÊNCIA A PARTIR DE UM PROJETO DE EXTENSÃO QUE OCORREU NA ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS (APAE) NO PERÍODO DE 01/05/2018 A 31/12/2018, QUE TEVE COMO PÚBLICO ALVO MÃES OU CUIDADORAS DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL E MÚLTIPLA ATENDIDAS NA INSTITUIÇÃO. RESULTADOS: OBSERVAMOS QUE A MAIORIA DAS MULHERES CUIDADORAS ERA MULHERES QUE JÁ ESTAVAM ENTRANDO NA TERCEIRA IDADE. MÃES MARCADAS POR UMA VIDA DE DEDICAÇÃO, ABNEGAÇÃO E SOFRIMENTOS. NA EXPERIÊNCIA DA EXTENSÃO, ONDE REALIZAMOS AS RODAS DE CONVERSAS, PUDEMOS PERCEBER A CARÊNCIA E A NECESSIDADE DESSAS MÃES DE PARTILHA DE SUAS HISTÓRIAS E INQUIETAÇÕES COTIDIANAS, DAS MAIS VARIADAS FORMAS DE SOBRECARGA E OPRESSÃO. PERCEBEMOS TAMBÉM O APRENDIZADO PROPORCIONADO PELAS RODAS DE CONVERSAS TEMÁTICAS QUE FORAM SUGERIDAS PELAS PRÓPRIAS MULHERES. SENTIMOS QUE O APRENDIZADO FOI MÚTUO E VERDADEIRO, POSSIBILITANDO DESCONSTRUÇÕES NAS MULHERES E NOS EXTENSIONISTAS. CONCLUSÕES: COM AS TEMÁTICAS DISCUTIDAS, COMO DIREITOS E DEVERES DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA, VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES, SAÚDE GINECOLÓGICA E REPRODUTIVA DAS MULHERES, ANSIEDADE, DEPRESSÃO E SUICÍDIO, ALÉM DE PARTILHAS SOBRE TEMÁTICAS QUE AS MÃES ATRAVESSAVAM NO COTIDIANO, PUDEMOS PERCEBER O CRESCIMENTO E MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA DESSAS MULHERES, ALEM DA CRIAÇÃO DE VÍNCULOS, DO FORTALECIMENTO E DO EMPODERAMOS DESSAS MULHERES.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.