Artigo Anais V CEDUCE

ANAIS de Evento

ISSN: 2447-035X

DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO GLOBAL DOS ESTUDANTES EM UM CONTEXTO DE SELETIVIDADE E EXCLUSÃO: ENTRE OS CICLOS E AS AVALIAÇÕES EXTERNAS NO MUNICÍPIO DE NOVA IGUAÇU

Palavra-chaves: ORGANIZAÇÃO ESCOLAR EM CICLOS, AVALIAÇÕES EXTERNAS, DEMOCRATIZAÇÃO DA ESCOLA PÚBLICA Comunicação Oral (CO) Grupo de Trabalhos 04 - Ensino Fundamental: práticas e teorias na escola
"2018-07-17 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 42423
    "edicao_id" => 90
    "trabalho_id" => 361
    "inscrito_id" => 1335
    "titulo" => "DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO GLOBAL DOS ESTUDANTES EM UM CONTEXTO DE SELETIVIDADE E EXCLUSÃO: ENTRE OS CICLOS E AS AVALIAÇÕES EXTERNAS NO MUNICÍPIO DE NOVA IGUAÇU"
    "resumo" => "Esta pesquisa parte da observação de que a enturmação escolar em ciclos foi concebida como uma possibilidade de questionar o sistema excludente imposto pela lógica seriada, representando, assim, parte de um projeto de democratização da escola pública. Todavia, a análise dos estudos na área da Educação demonstra que o debate sobre a organização em ciclos e suas possibilidades vem sendo arrefecido enquanto se fortalece o discurso sobre uma qualidade educacional referenciada por índices. Nesse contexto, duas lógicas passam a coexistir no espaço escolar: a lógica dos ciclos, fundamentada na humanização e na formação global do estudante; e a lógica das avaliações externas, pautada pela seleção, hierarquização e responsabilização, sobretudo de escolas e professores. Diante desse antagonismo, busca-se identificar como se efetivam as duas lógicas em escolas do Município de Nova Iguaçu; quais as influências de uma sobre a outra; e quais as possibilidades de superação, em prol de uma escola mais solidária e democrática.   Trata-se de uma pesquisa qualitativa que realiza a revisão de artigos, o estudo de documentos e entrevistas com sujeitos que atuam nos ciclos. Como resultado, foram observadas interferências das avaliações externas sobre as práticas docentes, com indícios de uma preocupação originada pelas próprias educadoras para que os estudantes obtenham bons resultados. Entretanto, também foi possível perceber ações que ultrapassam os limites impostos pelas avaliações externas, promovendo alternativas que fortalecem o estabelecimento de novas relações escolares, fundadas no reconhecimento das diferenças."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "Grupo de Trabalhos 04 - Ensino Fundamental: práticas e teorias na escola"
    "palavra_chave" => "ORGANIZAÇÃO ESCOLAR EM CICLOS, AVALIAÇÕES EXTERNAS, DEMOCRATIZAÇÃO DA ESCOLA PÚBLICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV111_MD1_SA4_ID1335_22052018224935.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:16:34"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "NATHALIA CHRISTINE SANTOS CORRÊA DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "NATHALIA"
    "autor_email" => "nathaliasilva.ped@gmail.c"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-ceduce"
    "edicao_nome" => "Anais V CEDUCE"
    "edicao_evento" => "V Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/ceduce/2018"
    "edicao_logo" => "5e4d828aa34e7_19022020154634.png"
    "edicao_capa" => "5f17352a0113a_21072020153418.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 25
    "publicacao_nome" => "Revista CEDUCE"
    "publicacao_codigo" => "2447-035X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 42423
    "edicao_id" => 90
    "trabalho_id" => 361
    "inscrito_id" => 1335
    "titulo" => "DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO GLOBAL DOS ESTUDANTES EM UM CONTEXTO DE SELETIVIDADE E EXCLUSÃO: ENTRE OS CICLOS E AS AVALIAÇÕES EXTERNAS NO MUNICÍPIO DE NOVA IGUAÇU"
    "resumo" => "Esta pesquisa parte da observação de que a enturmação escolar em ciclos foi concebida como uma possibilidade de questionar o sistema excludente imposto pela lógica seriada, representando, assim, parte de um projeto de democratização da escola pública. Todavia, a análise dos estudos na área da Educação demonstra que o debate sobre a organização em ciclos e suas possibilidades vem sendo arrefecido enquanto se fortalece o discurso sobre uma qualidade educacional referenciada por índices. Nesse contexto, duas lógicas passam a coexistir no espaço escolar: a lógica dos ciclos, fundamentada na humanização e na formação global do estudante; e a lógica das avaliações externas, pautada pela seleção, hierarquização e responsabilização, sobretudo de escolas e professores. Diante desse antagonismo, busca-se identificar como se efetivam as duas lógicas em escolas do Município de Nova Iguaçu; quais as influências de uma sobre a outra; e quais as possibilidades de superação, em prol de uma escola mais solidária e democrática.   Trata-se de uma pesquisa qualitativa que realiza a revisão de artigos, o estudo de documentos e entrevistas com sujeitos que atuam nos ciclos. Como resultado, foram observadas interferências das avaliações externas sobre as práticas docentes, com indícios de uma preocupação originada pelas próprias educadoras para que os estudantes obtenham bons resultados. Entretanto, também foi possível perceber ações que ultrapassam os limites impostos pelas avaliações externas, promovendo alternativas que fortalecem o estabelecimento de novas relações escolares, fundadas no reconhecimento das diferenças."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "Grupo de Trabalhos 04 - Ensino Fundamental: práticas e teorias na escola"
    "palavra_chave" => "ORGANIZAÇÃO ESCOLAR EM CICLOS, AVALIAÇÕES EXTERNAS, DEMOCRATIZAÇÃO DA ESCOLA PÚBLICA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV111_MD1_SA4_ID1335_22052018224935.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:26"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:16:34"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "NATHALIA CHRISTINE SANTOS CORRÊA DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "NATHALIA"
    "autor_email" => "nathaliasilva.ped@gmail.c"
    "autor_ies" => null
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-v-ceduce"
    "edicao_nome" => "Anais V CEDUCE"
    "edicao_evento" => "V Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão"
    "edicao_ano" => 2018
    "edicao_pasta" => "anais/ceduce/2018"
    "edicao_logo" => "5e4d828aa34e7_19022020154634.png"
    "edicao_capa" => "5f17352a0113a_21072020153418.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2018-07-17 00:00:00"
    "publicacao_id" => 25
    "publicacao_nome" => "Revista CEDUCE"
    "publicacao_codigo" => "2447-035X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 17 de julho de 2018

Resumo

Esta pesquisa parte da observação de que a enturmação escolar em ciclos foi concebida como uma possibilidade de questionar o sistema excludente imposto pela lógica seriada, representando, assim, parte de um projeto de democratização da escola pública. Todavia, a análise dos estudos na área da Educação demonstra que o debate sobre a organização em ciclos e suas possibilidades vem sendo arrefecido enquanto se fortalece o discurso sobre uma qualidade educacional referenciada por índices. Nesse contexto, duas lógicas passam a coexistir no espaço escolar: a lógica dos ciclos, fundamentada na humanização e na formação global do estudante; e a lógica das avaliações externas, pautada pela seleção, hierarquização e responsabilização, sobretudo de escolas e professores. Diante desse antagonismo, busca-se identificar como se efetivam as duas lógicas em escolas do Município de Nova Iguaçu; quais as influências de uma sobre a outra; e quais as possibilidades de superação, em prol de uma escola mais solidária e democrática. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que realiza a revisão de artigos, o estudo de documentos e entrevistas com sujeitos que atuam nos ciclos. Como resultado, foram observadas interferências das avaliações externas sobre as práticas docentes, com indícios de uma preocupação originada pelas próprias educadoras para que os estudantes obtenham bons resultados. Entretanto, também foi possível perceber ações que ultrapassam os limites impostos pelas avaliações externas, promovendo alternativas que fortalecem o estabelecimento de novas relações escolares, fundadas no reconhecimento das diferenças.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.