Artigo Anais II CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

OS BENEFÍCIOS DA INTEGRAÇÃO INTERDISCIPLINAR NO TRATAMENTO DA OBESIDADE INFANTIL: REVISÃO INTEGRATIVA

Palavra-chaves: OBESIDADE, CRIANÇA, TRATAMENTO Pôster (PO) AT-04: Enfermagem
"2017-06-14 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 29482
    "edicao_id" => 60
    "trabalho_id" => 139
    "inscrito_id" => 411
    "titulo" => "OS BENEFÍCIOS DA INTEGRAÇÃO INTERDISCIPLINAR NO TRATAMENTO DA OBESIDADE INFANTIL: REVISÃO INTEGRATIVA"
    "resumo" => "Introdução: A obesidade sendo uma patologia de origens multifatorial que surge com a interação de aspectos genéticos, ambientais, endócrinos e metabólicos, proporciona ao indivíduo um ganho de tecido adiposo em seu organismo e uma elevação do seu peso corporal. No cenário do público infantil o sobrepeso tem sido visto como um semeador de risco para o aparecimento precoce de doenças crônicas, podendo ser considerado um problema com caráter epidêmico mostrando-se uma ameaça para a saúde. Nesse contexto, a busca pelo tratamento mediante a necessidade de sanar esta doença se faz de grande relevância, uma estratégia bem executada visando a prevenção e a interação da equipe na área de saúde se mostra capaz de potencializar o combate a obesidade infantil. Desta forma, a abordagem multidisciplinar, que inclui a atuação interativa de especialistas médicos, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros e outros, tem sido considerada a mais efetiva para evolução satisfatória do tratamento do sobrepeso. O seguinte estudo apresenta como objetivo: caracterizar a obesidade infantil como uma doença prejudicial ao indivíduo, mostrando que o tratamento oferecido pela equipe multiprofissional sendo trabalhada de forma interdisciplinar proporciona um melhor desempenho no processo do tratar. Metodologia: O presente estudo utiliza como método a revisão integrativa da literatura. Foram realizadas buscas na Biblioteca Virtual de Saúde – BVS, onde foram encontrados 22 resultados, sendo utilizado 4 estudos da temática abordada. Foi usado como descritores: obesidade, criança e tratamento, e como critério de inclusão estudos na língua portuguesa e com período de publicação entre 2013 a 2017, tendo também utilizado 4 artigos da Revista Médica de Minas Gerais – RMMG. Resultados e Discussão: Podemos observar que nos casos de obesidade, 1 a 2% são causados por síndromes genéticas e que os fatores hereditários podem ser responsáveis por 25 a 85% dos casos de obesidade infantil, é fundamental a concomitância de hábitos alimentares inadequados e baixo gasto energético para o seu desenvolvimento. Tendo conhecimento disto, a equipe multiprofissional observa a necessidade de se trabalhar não só com a criança como a única envolvida no processo da obtenção de peso, mas se observa a precisão de abordagem no seu contexto social, identificando-a como um indivíduo exposto a diversos estímulos da sociedade e principalmente familiar. Desta forma, pode-se dizer que o tratamento sendo construído em cima de estratégias planejadas para se trabalhar em equipe resulta em objetivos mais promissores tendo em vista que é necessário substituir a abordagem nutricional isolada pela multidisciplinar, envolvendo toda a família, como meio de obter mais adesão ao tratamento. Conclusão: A integração interdisciplinar entre a equipe de saúde é fundamental para se ter um âmbito saudável no público infantil, com estratégias de investigar as causas e as consequências da obesidade, a mesma pode evitar futuros transtornos para a saúde pública e proporcionar a criança uma vida melhor e sadia. É preciso enfrentar também os fatores que potencializam o sobrepeso e conscientizar os grupos familiares, a comunidade, sobre o tema, para que assim tenhamos uma sociedade desde pequena conhecedora dos prejuízos causados pela obesidade."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-04: Enfermagem"
    "palavra_chave" => "OBESIDADE, CRIANÇA, TRATAMENTO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV071_MD4_SA4_ID411_30042017222720.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:15"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:29:31"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOÃO VICTOR LIMA DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "VICTOR LIMA"
    "autor_email" => "lima21@outlook.com"
    "autor_ies" => "FACULDADES INTEGRADAS DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais II CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "II Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a0123e6440_16022020235739.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1844ec532ad_22072020105348.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-06-14 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 29482
    "edicao_id" => 60
    "trabalho_id" => 139
    "inscrito_id" => 411
    "titulo" => "OS BENEFÍCIOS DA INTEGRAÇÃO INTERDISCIPLINAR NO TRATAMENTO DA OBESIDADE INFANTIL: REVISÃO INTEGRATIVA"
    "resumo" => "Introdução: A obesidade sendo uma patologia de origens multifatorial que surge com a interação de aspectos genéticos, ambientais, endócrinos e metabólicos, proporciona ao indivíduo um ganho de tecido adiposo em seu organismo e uma elevação do seu peso corporal. No cenário do público infantil o sobrepeso tem sido visto como um semeador de risco para o aparecimento precoce de doenças crônicas, podendo ser considerado um problema com caráter epidêmico mostrando-se uma ameaça para a saúde. Nesse contexto, a busca pelo tratamento mediante a necessidade de sanar esta doença se faz de grande relevância, uma estratégia bem executada visando a prevenção e a interação da equipe na área de saúde se mostra capaz de potencializar o combate a obesidade infantil. Desta forma, a abordagem multidisciplinar, que inclui a atuação interativa de especialistas médicos, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros e outros, tem sido considerada a mais efetiva para evolução satisfatória do tratamento do sobrepeso. O seguinte estudo apresenta como objetivo: caracterizar a obesidade infantil como uma doença prejudicial ao indivíduo, mostrando que o tratamento oferecido pela equipe multiprofissional sendo trabalhada de forma interdisciplinar proporciona um melhor desempenho no processo do tratar. Metodologia: O presente estudo utiliza como método a revisão integrativa da literatura. Foram realizadas buscas na Biblioteca Virtual de Saúde – BVS, onde foram encontrados 22 resultados, sendo utilizado 4 estudos da temática abordada. Foi usado como descritores: obesidade, criança e tratamento, e como critério de inclusão estudos na língua portuguesa e com período de publicação entre 2013 a 2017, tendo também utilizado 4 artigos da Revista Médica de Minas Gerais – RMMG. Resultados e Discussão: Podemos observar que nos casos de obesidade, 1 a 2% são causados por síndromes genéticas e que os fatores hereditários podem ser responsáveis por 25 a 85% dos casos de obesidade infantil, é fundamental a concomitância de hábitos alimentares inadequados e baixo gasto energético para o seu desenvolvimento. Tendo conhecimento disto, a equipe multiprofissional observa a necessidade de se trabalhar não só com a criança como a única envolvida no processo da obtenção de peso, mas se observa a precisão de abordagem no seu contexto social, identificando-a como um indivíduo exposto a diversos estímulos da sociedade e principalmente familiar. Desta forma, pode-se dizer que o tratamento sendo construído em cima de estratégias planejadas para se trabalhar em equipe resulta em objetivos mais promissores tendo em vista que é necessário substituir a abordagem nutricional isolada pela multidisciplinar, envolvendo toda a família, como meio de obter mais adesão ao tratamento. Conclusão: A integração interdisciplinar entre a equipe de saúde é fundamental para se ter um âmbito saudável no público infantil, com estratégias de investigar as causas e as consequências da obesidade, a mesma pode evitar futuros transtornos para a saúde pública e proporcionar a criança uma vida melhor e sadia. É preciso enfrentar também os fatores que potencializam o sobrepeso e conscientizar os grupos familiares, a comunidade, sobre o tema, para que assim tenhamos uma sociedade desde pequena conhecedora dos prejuízos causados pela obesidade."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "AT-04: Enfermagem"
    "palavra_chave" => "OBESIDADE, CRIANÇA, TRATAMENTO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV071_MD4_SA4_ID411_30042017222720.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:15"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:29:31"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOÃO VICTOR LIMA DA SILVA"
    "autor_nome_curto" => "VICTOR LIMA"
    "autor_email" => "lima21@outlook.com"
    "autor_ies" => "FACULDADES INTEGRADAS DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-ii-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais II CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "II Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2017
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2017"
    "edicao_logo" => "5e4a0123e6440_16022020235739.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1844ec532ad_22072020105348.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2017-06-14 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 14 de junho de 2017

Resumo

Introdução: A obesidade sendo uma patologia de origens multifatorial que surge com a interação de aspectos genéticos, ambientais, endócrinos e metabólicos, proporciona ao indivíduo um ganho de tecido adiposo em seu organismo e uma elevação do seu peso corporal. No cenário do público infantil o sobrepeso tem sido visto como um semeador de risco para o aparecimento precoce de doenças crônicas, podendo ser considerado um problema com caráter epidêmico mostrando-se uma ameaça para a saúde. Nesse contexto, a busca pelo tratamento mediante a necessidade de sanar esta doença se faz de grande relevância, uma estratégia bem executada visando a prevenção e a interação da equipe na área de saúde se mostra capaz de potencializar o combate a obesidade infantil. Desta forma, a abordagem multidisciplinar, que inclui a atuação interativa de especialistas médicos, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros e outros, tem sido considerada a mais efetiva para evolução satisfatória do tratamento do sobrepeso. O seguinte estudo apresenta como objetivo: caracterizar a obesidade infantil como uma doença prejudicial ao indivíduo, mostrando que o tratamento oferecido pela equipe multiprofissional sendo trabalhada de forma interdisciplinar proporciona um melhor desempenho no processo do tratar. Metodologia: O presente estudo utiliza como método a revisão integrativa da literatura. Foram realizadas buscas na Biblioteca Virtual de Saúde – BVS, onde foram encontrados 22 resultados, sendo utilizado 4 estudos da temática abordada. Foi usado como descritores: obesidade, criança e tratamento, e como critério de inclusão estudos na língua portuguesa e com período de publicação entre 2013 a 2017, tendo também utilizado 4 artigos da Revista Médica de Minas Gerais – RMMG. Resultados e Discussão: Podemos observar que nos casos de obesidade, 1 a 2% são causados por síndromes genéticas e que os fatores hereditários podem ser responsáveis por 25 a 85% dos casos de obesidade infantil, é fundamental a concomitância de hábitos alimentares inadequados e baixo gasto energético para o seu desenvolvimento. Tendo conhecimento disto, a equipe multiprofissional observa a necessidade de se trabalhar não só com a criança como a única envolvida no processo da obtenção de peso, mas se observa a precisão de abordagem no seu contexto social, identificando-a como um indivíduo exposto a diversos estímulos da sociedade e principalmente familiar. Desta forma, pode-se dizer que o tratamento sendo construído em cima de estratégias planejadas para se trabalhar em equipe resulta em objetivos mais promissores tendo em vista que é necessário substituir a abordagem nutricional isolada pela multidisciplinar, envolvendo toda a família, como meio de obter mais adesão ao tratamento. Conclusão: A integração interdisciplinar entre a equipe de saúde é fundamental para se ter um âmbito saudável no público infantil, com estratégias de investigar as causas e as consequências da obesidade, a mesma pode evitar futuros transtornos para a saúde pública e proporcionar a criança uma vida melhor e sadia. É preciso enfrentar também os fatores que potencializam o sobrepeso e conscientizar os grupos familiares, a comunidade, sobre o tema, para que assim tenhamos uma sociedade desde pequena conhecedora dos prejuízos causados pela obesidade.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.