Artigo Anais I CONBRACIS

ANAIS de Evento

ISSN: 2525-6696

CARACTERIZAÇÃO CLÍNICA DE RECÉM-NASCIDOS ACOMPANHADOS POR UMA EQUIPE ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA EM MORADA NOVA, CEARÁ

Palavra-chaves: EPIDEMIOLOGIA, SAÚDE DA CRIANÇA, SAÚDE COLETIVA Comunicação Oral (CO) AT-07: SAÚDE COLETIVA
"2016-06-15 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 19034
    "edicao_id" => 43
    "trabalho_id" => 538
    "inscrito_id" => 2868
    "titulo" => "CARACTERIZAÇÃO CLÍNICA DE RECÉM-NASCIDOS ACOMPANHADOS POR UMA EQUIPE ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA EM MORADA NOVA, CEARÁ"
    "resumo" => "Para que um recém-nascido cresça de forma saudável, este deve ter sido acompanhado através de um pré-natal de qualidade e humanizado, e posterior puericultura. Logo, objetivou-se com este estudo traçar o perfil clínico dos recém-nascidos acompanhados por uma Equipe Estratégia Saúde da Família em Morada Nova, Ceará. Trata-se de um estudo documental e transversal. Os dados foram coletados no mês de abril de 2016. Foram incluídos 30 recém-nascidos no estudo, todos de uma área adstrita a Unidade Básica de Saúde “São Francisco I”. As variáveis analisadas foram: sexo, número de consultas (pré-natal), tipo de parto, idade gestacional, peso ao nascer, patologias perinatais, tempo de lactância materna e/ou alimentação do recém-nascido e vacinação. Os dados foram tabulados através do programa Excel®, 2010, e analisados através de percentual e confrontados com a literatura científica que aborda tal temática. Foi observado que entre os recém-nascidos, a maioria era do sexo feminino 63,33% (n=19), e 36,66% (n=11) do sexo masculino. Todos as crianças, apresentaram esquema de vacinação atualizada. Em relação ao número de consultas pré-natal, percebeu-se que 96,66% (n=29) tiveram entre 10 a 12 consultas. Já o tipo de parto, predominou o tipo cesárea 73,33% (n=22), e parto normal, com 26,66%. Em relação ao tempo de lactância materna e/ou alimentação do recém-nascido, 36,66% (n=11) foi amamentado até um mês de vida. Apenas 6,66% (n=02) foi amamentado até o sexto mês. Desta forma, ressalta-se a importância deste estudo, para que se possa traçar ações que promovam a saúde mãe-filho(a), em diversos aspectos."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT-07: SAÚDE COLETIVA"
    "palavra_chave" => "EPIDEMIOLOGIA, SAÚDE DA CRIANÇA, SAÚDE COLETIVA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV055_MD1_SA7_ID2868_27052016214656.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:04"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:28:10"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "GERALDO GONZALEZ TALABERA"
    "autor_nome_curto" => "GERALDO TALABERA"
    "autor_email" => "geraldogonzaleztalabera@y"
    "autor_ies" => "SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE MORADA NOVA, CEARÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais I CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2016"
    "edicao_logo" => "5e4a005a0a41f_16022020235418.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1844e6a6a1a_22072020105342.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-15 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 19034
    "edicao_id" => 43
    "trabalho_id" => 538
    "inscrito_id" => 2868
    "titulo" => "CARACTERIZAÇÃO CLÍNICA DE RECÉM-NASCIDOS ACOMPANHADOS POR UMA EQUIPE ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA EM MORADA NOVA, CEARÁ"
    "resumo" => "Para que um recém-nascido cresça de forma saudável, este deve ter sido acompanhado através de um pré-natal de qualidade e humanizado, e posterior puericultura. Logo, objetivou-se com este estudo traçar o perfil clínico dos recém-nascidos acompanhados por uma Equipe Estratégia Saúde da Família em Morada Nova, Ceará. Trata-se de um estudo documental e transversal. Os dados foram coletados no mês de abril de 2016. Foram incluídos 30 recém-nascidos no estudo, todos de uma área adstrita a Unidade Básica de Saúde “São Francisco I”. As variáveis analisadas foram: sexo, número de consultas (pré-natal), tipo de parto, idade gestacional, peso ao nascer, patologias perinatais, tempo de lactância materna e/ou alimentação do recém-nascido e vacinação. Os dados foram tabulados através do programa Excel®, 2010, e analisados através de percentual e confrontados com a literatura científica que aborda tal temática. Foi observado que entre os recém-nascidos, a maioria era do sexo feminino 63,33% (n=19), e 36,66% (n=11) do sexo masculino. Todos as crianças, apresentaram esquema de vacinação atualizada. Em relação ao número de consultas pré-natal, percebeu-se que 96,66% (n=29) tiveram entre 10 a 12 consultas. Já o tipo de parto, predominou o tipo cesárea 73,33% (n=22), e parto normal, com 26,66%. Em relação ao tempo de lactância materna e/ou alimentação do recém-nascido, 36,66% (n=11) foi amamentado até um mês de vida. Apenas 6,66% (n=02) foi amamentado até o sexto mês. Desta forma, ressalta-se a importância deste estudo, para que se possa traçar ações que promovam a saúde mãe-filho(a), em diversos aspectos."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO)"
    "area_tematica" => "AT-07: SAÚDE COLETIVA"
    "palavra_chave" => "EPIDEMIOLOGIA, SAÚDE DA CRIANÇA, SAÚDE COLETIVA"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV055_MD1_SA7_ID2868_27052016214656.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:53:04"
    "updated_at" => "2020-06-09 19:28:10"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "GERALDO GONZALEZ TALABERA"
    "autor_nome_curto" => "GERALDO TALABERA"
    "autor_email" => "geraldogonzaleztalabera@y"
    "autor_ies" => "SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE MORADA NOVA, CEARÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-i-conbracis"
    "edicao_nome" => "Anais I CONBRACIS"
    "edicao_evento" => "Congresso Brasileiro de Ciências da Saúde"
    "edicao_ano" => 2016
    "edicao_pasta" => "anais/conbracis/2016"
    "edicao_logo" => "5e4a005a0a41f_16022020235418.jpg"
    "edicao_capa" => "5f1844e6a6a1a_22072020105342.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2016-06-15 00:00:00"
    "publicacao_id" => 29
    "publicacao_nome" => "Anais Conbracis"
    "publicacao_codigo" => "2525-6696"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 15 de junho de 2016

Resumo

Para que um recém-nascido cresça de forma saudável, este deve ter sido acompanhado através de um pré-natal de qualidade e humanizado, e posterior puericultura. Logo, objetivou-se com este estudo traçar o perfil clínico dos recém-nascidos acompanhados por uma Equipe Estratégia Saúde da Família em Morada Nova, Ceará. Trata-se de um estudo documental e transversal. Os dados foram coletados no mês de abril de 2016. Foram incluídos 30 recém-nascidos no estudo, todos de uma área adstrita a Unidade Básica de Saúde “São Francisco I”. As variáveis analisadas foram: sexo, número de consultas (pré-natal), tipo de parto, idade gestacional, peso ao nascer, patologias perinatais, tempo de lactância materna e/ou alimentação do recém-nascido e vacinação. Os dados foram tabulados através do programa Excel®, 2010, e analisados através de percentual e confrontados com a literatura científica que aborda tal temática. Foi observado que entre os recém-nascidos, a maioria era do sexo feminino 63,33% (n=19), e 36,66% (n=11) do sexo masculino. Todos as crianças, apresentaram esquema de vacinação atualizada. Em relação ao número de consultas pré-natal, percebeu-se que 96,66% (n=29) tiveram entre 10 a 12 consultas. Já o tipo de parto, predominou o tipo cesárea 73,33% (n=22), e parto normal, com 26,66%. Em relação ao tempo de lactância materna e/ou alimentação do recém-nascido, 36,66% (n=11) foi amamentado até um mês de vida. Apenas 6,66% (n=02) foi amamentado até o sexto mês. Desta forma, ressalta-se a importância deste estudo, para que se possa traçar ações que promovam a saúde mãe-filho(a), em diversos aspectos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.