Artigo Anais IV CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

ANÁLISE DO ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE NA ATENÇÃO BÁSICA: PERSPECTIVA DE IDOSOS PARAIBANOS A PARTIR DA AVALIAÇÃO EXTERNA DO PMAQ-AB

Palavra-chaves: ACESSIBILIDADE, ATENÇÃO BÁSICA, IDOSO Pôster (PO) Políticas Públicas e Direito da Pessoa Idosa
"2015-09-24 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 12052
    "edicao_id" => 36
    "trabalho_id" => 982
    "inscrito_id" => 3277
    "titulo" => "ANÁLISE DO ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE NA ATENÇÃO BÁSICA: PERSPECTIVA DE IDOSOS PARAIBANOS A PARTIR DA AVALIAÇÃO EXTERNA DO PMAQ-AB"
    "resumo" => "Introdução: A Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa (PNSPI)  define que a atenção  à  saúde  dessa  população  terá  como  porta  de  entrada  a  Atenção Básica, através da Estratégia de Saúde da Família, no entanto ter uma unidade de saúde na sua área de abrangência não é o suficiente para garantir que as pessoas tenham acesso ao serviço de saúde. Este estudo objetivou analisar a percepção dos usuários idosos quanto aos aspectos de acesso aos serviços de saúde na Atenção Básica por meio da avaliação externa do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica na Paraíba. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal quantitativo baseado em dados do 1º ciclo da avaliação externa do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB), realizado em todo o território nacional no ano de 2012. Para análise dos dados, utilizou-se o programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versão 21. Resultados: Dos idosos entrevistados 67,4% era do sexo feminino e 32,6% masculino. 55,6% com idade entre 65 e 70 anos, 38,7% entre 71 e 80 anos, e 5,7% com mais de 80 anos. Quanto a percepção dos idosos ao acesso aos serviços de saúde junto a Unidade Básica de Saúde 46,4% dos idosos relataram que a distância em metros da residência a UBS atinge até 1000 metros e 79,6% dos idosos declaram considerar perto este percurso, 54,3% dos idosos afirmaram ter acesso ao médico em todos os horários de funcionamento da UBS. Discussão: Dentre os vários fatores associados a acessibilidade também abrange a relação entre a localização da oferta do atendimento à saúde e os usuários, além da garantia do uso do serviço de saúde necessitado quando este procurado pelo usuário. Muitos desafios ainda precisam ser enfrentados no sentido de possibilitar o real acesso dos usuários idosos, no entanto a Atenção Básica em si mostra-se como o principal mecanismo de possibilidade de acesso aos serviços de saúde por esses usuários. Considerações finais: Apesar da identificação de algumas barreiras destacadas pelos idosos na utilização dos serviços de saúde nas UBS, o acesso à ESF vem contribuindo para a organização do sistema de saúde, como importante porta de entrada."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Políticas Públicas e Direito da Pessoa Idosa"
    "palavra_chave" => "ACESSIBILIDADE, ATENÇÃO BÁSICA, IDOSO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV040_MD4_SA10_ID3277_27082015230239.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:59"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:43:15"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "EMANUELLA DE CASTRO MARCOLINO"
    "autor_nome_curto" => "EMANUELLA"
    "autor_email" => "emanuella.de.castro@gmail"
    "autor_ies" => ""
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais IV CIEH"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2015"
    "edicao_logo" => "5e49e629f3441_16022020220233.png"
    "edicao_capa" => "5f182cb905404_22072020091033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-09-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 12052
    "edicao_id" => 36
    "trabalho_id" => 982
    "inscrito_id" => 3277
    "titulo" => "ANÁLISE DO ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE NA ATENÇÃO BÁSICA: PERSPECTIVA DE IDOSOS PARAIBANOS A PARTIR DA AVALIAÇÃO EXTERNA DO PMAQ-AB"
    "resumo" => "Introdução: A Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa (PNSPI)  define que a atenção  à  saúde  dessa  população  terá  como  porta  de  entrada  a  Atenção Básica, através da Estratégia de Saúde da Família, no entanto ter uma unidade de saúde na sua área de abrangência não é o suficiente para garantir que as pessoas tenham acesso ao serviço de saúde. Este estudo objetivou analisar a percepção dos usuários idosos quanto aos aspectos de acesso aos serviços de saúde na Atenção Básica por meio da avaliação externa do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica na Paraíba. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal quantitativo baseado em dados do 1º ciclo da avaliação externa do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB), realizado em todo o território nacional no ano de 2012. Para análise dos dados, utilizou-se o programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versão 21. Resultados: Dos idosos entrevistados 67,4% era do sexo feminino e 32,6% masculino. 55,6% com idade entre 65 e 70 anos, 38,7% entre 71 e 80 anos, e 5,7% com mais de 80 anos. Quanto a percepção dos idosos ao acesso aos serviços de saúde junto a Unidade Básica de Saúde 46,4% dos idosos relataram que a distância em metros da residência a UBS atinge até 1000 metros e 79,6% dos idosos declaram considerar perto este percurso, 54,3% dos idosos afirmaram ter acesso ao médico em todos os horários de funcionamento da UBS. Discussão: Dentre os vários fatores associados a acessibilidade também abrange a relação entre a localização da oferta do atendimento à saúde e os usuários, além da garantia do uso do serviço de saúde necessitado quando este procurado pelo usuário. Muitos desafios ainda precisam ser enfrentados no sentido de possibilitar o real acesso dos usuários idosos, no entanto a Atenção Básica em si mostra-se como o principal mecanismo de possibilidade de acesso aos serviços de saúde por esses usuários. Considerações finais: Apesar da identificação de algumas barreiras destacadas pelos idosos na utilização dos serviços de saúde nas UBS, o acesso à ESF vem contribuindo para a organização do sistema de saúde, como importante porta de entrada."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Políticas Públicas e Direito da Pessoa Idosa"
    "palavra_chave" => "ACESSIBILIDADE, ATENÇÃO BÁSICA, IDOSO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV040_MD4_SA10_ID3277_27082015230239.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:59"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:43:15"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "EMANUELLA DE CASTRO MARCOLINO"
    "autor_nome_curto" => "EMANUELLA"
    "autor_email" => "emanuella.de.castro@gmail"
    "autor_ies" => ""
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais IV CIEH"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2015"
    "edicao_logo" => "5e49e629f3441_16022020220233.png"
    "edicao_capa" => "5f182cb905404_22072020091033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-09-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 24 de setembro de 2015

Resumo

Introdução: A Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa (PNSPI) define que a atenção à saúde dessa população terá como porta de entrada a Atenção Básica, através da Estratégia de Saúde da Família, no entanto ter uma unidade de saúde na sua área de abrangência não é o suficiente para garantir que as pessoas tenham acesso ao serviço de saúde. Este estudo objetivou analisar a percepção dos usuários idosos quanto aos aspectos de acesso aos serviços de saúde na Atenção Básica por meio da avaliação externa do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica na Paraíba. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal quantitativo baseado em dados do 1º ciclo da avaliação externa do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB), realizado em todo o território nacional no ano de 2012. Para análise dos dados, utilizou-se o programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS), versão 21. Resultados: Dos idosos entrevistados 67,4% era do sexo feminino e 32,6% masculino. 55,6% com idade entre 65 e 70 anos, 38,7% entre 71 e 80 anos, e 5,7% com mais de 80 anos. Quanto a percepção dos idosos ao acesso aos serviços de saúde junto a Unidade Básica de Saúde 46,4% dos idosos relataram que a distância em metros da residência a UBS atinge até 1000 metros e 79,6% dos idosos declaram considerar perto este percurso, 54,3% dos idosos afirmaram ter acesso ao médico em todos os horários de funcionamento da UBS. Discussão: Dentre os vários fatores associados a acessibilidade também abrange a relação entre a localização da oferta do atendimento à saúde e os usuários, além da garantia do uso do serviço de saúde necessitado quando este procurado pelo usuário. Muitos desafios ainda precisam ser enfrentados no sentido de possibilitar o real acesso dos usuários idosos, no entanto a Atenção Básica em si mostra-se como o principal mecanismo de possibilidade de acesso aos serviços de saúde por esses usuários. Considerações finais: Apesar da identificação de algumas barreiras destacadas pelos idosos na utilização dos serviços de saúde nas UBS, o acesso à ESF vem contribuindo para a organização do sistema de saúde, como importante porta de entrada.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.