Artigo Anais IV CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

A LIBIDO DA MULHER IDOSA PERANTE O MITO DA VELHICE ASSEXUADA

Palavra-chaves: TERCEIRA IDADE, LIBIDO, SEXUALIDADE Pôster (PO) Afetividade, Sexualidade e Envelhecimento
"2015-09-24 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 11953
    "edicao_id" => 36
    "trabalho_id" => 1051
    "inscrito_id" => 1555
    "titulo" => "A LIBIDO DA MULHER IDOSA PERANTE O MITO DA VELHICE ASSEXUADA"
    "resumo" => "De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2025 o Brasil será o sexto país no mundo com o número maior de pessoas idosas, contendo na atualidade uma população de estimados 15 milhões de pessoas com mais de 60 anos ou exatos 60, de acordo com um censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística realizado em 2007(¹). Com a estruturação da modernidade e do significado aumento da expectativa de vida da população surge à necessidade discutória de temáticas variadas como a da sexualidade na intitulada melhor idade. A sexualidade antes era vista como um tabu que começa a ser discutida nos meios acadêmico e social. Essa mudança deve-se a influência de três fatores: a vida sexual exonerou como função singular a procriação tornando-se uma fonte de realização para indivíduos de diversas idades; o número de pessoas que chegam à terceira idade em condições físicas satisfatórias obteve um aumento, para o sexo e ao aparecimento da AIDS, direcionando a sociedade a uma reflexão a sexualidade e a necessidade de mais informação. Porém, para uma parte significativa da população a velhice ainda é vista como uma fase assexuada da vida, que, deste modo, provoca nas pessoas idosas a repressão de seus impulsos sexuais, sobretudo nas mulheres(²). É abordado um estudo que envolve 4.753 ginecologistas brasileiros que a diminuição do desejo sexual estava entre os principais motivos da procura pelas consultas. Além disso, a cerca de 25% a 33% das mulheres com idade entre 35 e 59 anos expressam disfunções sexuais, entre 60 e 65 anos estes percentuais variam de 51% a 75%. Diante da exposição, o objetivo do presente trabalho é discutir os fatores que interferem na libido da mulher enquanto pessoa idosa, tendo como objetivos específicos: fazer à pontuação as alterações anatômicas e fisiológicas que ocorrem no corpo da mulher idosa; refletir perante os fatores sociais e psicológicos que interferem na sexualidade da mesma e colocar soluções para desmistificar o conceito de velhice assexuada(³)."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Afetividade, Sexualidade e Envelhecimento"
    "palavra_chave" => "TERCEIRA IDADE, LIBIDO, SEXUALIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV040_MD4_SA9_ID1555_28082015000314.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:59"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:43:14"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAURÍCIO CAXIAS DE SOUZA"
    "autor_nome_curto" => "MAURÍCIO CAXIAS"
    "autor_email" => "mauriciocaxias_@hotmail.c"
    "autor_ies" => "FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais IV CIEH"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2015"
    "edicao_logo" => "5e49e629f3441_16022020220233.png"
    "edicao_capa" => "5f182cb905404_22072020091033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-09-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 11953
    "edicao_id" => 36
    "trabalho_id" => 1051
    "inscrito_id" => 1555
    "titulo" => "A LIBIDO DA MULHER IDOSA PERANTE O MITO DA VELHICE ASSEXUADA"
    "resumo" => "De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2025 o Brasil será o sexto país no mundo com o número maior de pessoas idosas, contendo na atualidade uma população de estimados 15 milhões de pessoas com mais de 60 anos ou exatos 60, de acordo com um censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística realizado em 2007(¹). Com a estruturação da modernidade e do significado aumento da expectativa de vida da população surge à necessidade discutória de temáticas variadas como a da sexualidade na intitulada melhor idade. A sexualidade antes era vista como um tabu que começa a ser discutida nos meios acadêmico e social. Essa mudança deve-se a influência de três fatores: a vida sexual exonerou como função singular a procriação tornando-se uma fonte de realização para indivíduos de diversas idades; o número de pessoas que chegam à terceira idade em condições físicas satisfatórias obteve um aumento, para o sexo e ao aparecimento da AIDS, direcionando a sociedade a uma reflexão a sexualidade e a necessidade de mais informação. Porém, para uma parte significativa da população a velhice ainda é vista como uma fase assexuada da vida, que, deste modo, provoca nas pessoas idosas a repressão de seus impulsos sexuais, sobretudo nas mulheres(²). É abordado um estudo que envolve 4.753 ginecologistas brasileiros que a diminuição do desejo sexual estava entre os principais motivos da procura pelas consultas. Além disso, a cerca de 25% a 33% das mulheres com idade entre 35 e 59 anos expressam disfunções sexuais, entre 60 e 65 anos estes percentuais variam de 51% a 75%. Diante da exposição, o objetivo do presente trabalho é discutir os fatores que interferem na libido da mulher enquanto pessoa idosa, tendo como objetivos específicos: fazer à pontuação as alterações anatômicas e fisiológicas que ocorrem no corpo da mulher idosa; refletir perante os fatores sociais e psicológicos que interferem na sexualidade da mesma e colocar soluções para desmistificar o conceito de velhice assexuada(³)."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Afetividade, Sexualidade e Envelhecimento"
    "palavra_chave" => "TERCEIRA IDADE, LIBIDO, SEXUALIDADE"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV040_MD4_SA9_ID1555_28082015000314.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:59"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:43:14"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "MAURÍCIO CAXIAS DE SOUZA"
    "autor_nome_curto" => "MAURÍCIO CAXIAS"
    "autor_email" => "mauriciocaxias_@hotmail.c"
    "autor_ies" => "FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais IV CIEH"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2015"
    "edicao_logo" => "5e49e629f3441_16022020220233.png"
    "edicao_capa" => "5f182cb905404_22072020091033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-09-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 24 de setembro de 2015

Resumo

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2025 o Brasil será o sexto país no mundo com o número maior de pessoas idosas, contendo na atualidade uma população de estimados 15 milhões de pessoas com mais de 60 anos ou exatos 60, de acordo com um censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística realizado em 2007(¹). Com a estruturação da modernidade e do significado aumento da expectativa de vida da população surge à necessidade discutória de temáticas variadas como a da sexualidade na intitulada melhor idade. A sexualidade antes era vista como um tabu que começa a ser discutida nos meios acadêmico e social. Essa mudança deve-se a influência de três fatores: a vida sexual exonerou como função singular a procriação tornando-se uma fonte de realização para indivíduos de diversas idades; o número de pessoas que chegam à terceira idade em condições físicas satisfatórias obteve um aumento, para o sexo e ao aparecimento da AIDS, direcionando a sociedade a uma reflexão a sexualidade e a necessidade de mais informação. Porém, para uma parte significativa da população a velhice ainda é vista como uma fase assexuada da vida, que, deste modo, provoca nas pessoas idosas a repressão de seus impulsos sexuais, sobretudo nas mulheres(²). É abordado um estudo que envolve 4.753 ginecologistas brasileiros que a diminuição do desejo sexual estava entre os principais motivos da procura pelas consultas. Além disso, a cerca de 25% a 33% das mulheres com idade entre 35 e 59 anos expressam disfunções sexuais, entre 60 e 65 anos estes percentuais variam de 51% a 75%. Diante da exposição, o objetivo do presente trabalho é discutir os fatores que interferem na libido da mulher enquanto pessoa idosa, tendo como objetivos específicos: fazer à pontuação as alterações anatômicas e fisiológicas que ocorrem no corpo da mulher idosa; refletir perante os fatores sociais e psicológicos que interferem na sexualidade da mesma e colocar soluções para desmistificar o conceito de velhice assexuada(³).

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.