Artigo Anais IV CIEH

ANAIS de Evento

ISSN: 2318-0854

A ENFERMAGEM E O CUIDADO A PACIENTES IDOSOS EM UTI: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Palavra-chaves: CUIDADOS DE ENFERMAGEM, UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA, IDOSO Pôster (PO) Processo de Cuidar em Enfermagem e a Saúde da Pessoa Idosa
"2015-09-24 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 11925
    "edicao_id" => 36
    "trabalho_id" => 70
    "inscrito_id" => 257
    "titulo" => "A ENFERMAGEM E O CUIDADO A PACIENTES IDOSOS EM UTI: RELATO DE EXPERIÊNCIA"
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: As ações da enfermagem se constituem em um cuidar de modo holístico, com compromisso ético, revestido de atitudes de respeito,carecendo dos enfermeiros entendimento e compreensão,em especial quando se trata do cuidado de idosos.O número de idosos,no Brasil,está aumentando consideravelmente nos últimos anos como consequência do aumento da expectativa de vida e da redução das taxas de natalidade e, também, devido aos avanços que o sistema de saúde vem conquistando.Projeções da Organização Mundial de Saúde,para o ano de 2025,colocam o Brasil entre os dez países do mundo em numero de idosos.O idoso hospitalizado apresenta maior cronicidade de patologias,que podem interferir no tratamento, no prognóstico e no tempo de recuperação, podendo fazer com que esse paciente acabe necessitando de tratamento intensivo.Nesse sentido, a enfermagem na UTI precisa estar preparada para a abordagem dos pacientes que nela internam,com enfoque não só na patologia, mas também nos aspectos psicológicos, sociais e culturais,objetivando o atendimento integral Considerando estes aspectos, este trabalho tem como objetivo relatar a experiência de discentes do último ano de Enfermagem no cuidado a idosos internados em UTI.METODOLOGIA:Relato de experiência, sistematizado a partir das vivências de discentes de Enfermagem atuantes em estágio extracurricular em uma UTI,de um hospital situado na região Nordeste do Brasil,na assistência de pacientes idosos.RESULTADOS E DISCUSSÃO:Nas UTI o cuidado tem seu foco especificamente a pessoas com patologias complexas e de alta gravidade, exigindo constante vigilância do estado de saúde do paciente por toda equipe multiprofissional.Durante o atendimento ao paciente idoso,o profissional de saúde vivenciava diariamente circunstâncias em que o paciente se encontrava em situações de angústia e ansiedade, como o medo da morte e o afastamento do convívio familiar.Nessas ocasiões a enfermagem tornava-se referência, apoiava, promovia diálogo e momentos de escuta, procurando entender suas angústias e anseios.Para isso, os profissionais, em especial os da enfermagem, devem resgatar os valores e a essência da humanização no cotidiano de seu trabalho, reforçando-se a ideia de que eles são as colunas da construção dessa mudança, que por sua vez necessita de incentivos e valorizações.Na realização do cuidado, a enfermagem, ainda, se deparava com as questões relativas aos pudores e o constrangimento que o paciente idoso tinha diante da necessidade de internação, especialmente de estar despido. Isso podia acarretar desânimo, medos, angústias, perda da liberdade e preocupação com o que o profissional podia pensar ao seu respeito. Desse modo, cabia ao enfermeiro exercer sua atividade de modo respeitoso e realizando as devidas explicações do porque de tal conduta.É necessário que os profissionais que atuam neste meio, em especial da enfermagem, possibilitem aos pacientes e familiares passarem por estes momentos da maneira menos agressiva possível, diminuindo, assim, possíveis traumas decorrentes do período de internação.CONCLUSÕES:Com a intenção de contribuir para a melhoria do cuidado ao paciente idoso internado na UTI é necessário que a enfermagem garanta que os direitos deste sejam respeitados e que as rotinas e os controles em excessos,a informatização e toda a burocratização não interfiram na dedicação,na atenção,no carinho e no diálogo,atributos que fazem a diferença durante a assistência."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Processo de Cuidar em Enfermagem e a Saúde da Pessoa Idosa"
    "palavra_chave" => "CUIDADOS DE ENFERMAGEM, UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA, IDOSO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV040_MD4_SA4_ID257_07072015202245.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:59"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:43:14"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RAINE DANYELE VIEIRA DE SOUSA"
    "autor_nome_curto" => "RAINE SOUSA"
    "autor_email" => "raine_sousa@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais IV CIEH"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2015"
    "edicao_logo" => "5e49e629f3441_16022020220233.png"
    "edicao_capa" => "5f182cb905404_22072020091033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-09-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 11925
    "edicao_id" => 36
    "trabalho_id" => 70
    "inscrito_id" => 257
    "titulo" => "A ENFERMAGEM E O CUIDADO A PACIENTES IDOSOS EM UTI: RELATO DE EXPERIÊNCIA"
    "resumo" => "INTRODUÇÃO: As ações da enfermagem se constituem em um cuidar de modo holístico, com compromisso ético, revestido de atitudes de respeito,carecendo dos enfermeiros entendimento e compreensão,em especial quando se trata do cuidado de idosos.O número de idosos,no Brasil,está aumentando consideravelmente nos últimos anos como consequência do aumento da expectativa de vida e da redução das taxas de natalidade e, também, devido aos avanços que o sistema de saúde vem conquistando.Projeções da Organização Mundial de Saúde,para o ano de 2025,colocam o Brasil entre os dez países do mundo em numero de idosos.O idoso hospitalizado apresenta maior cronicidade de patologias,que podem interferir no tratamento, no prognóstico e no tempo de recuperação, podendo fazer com que esse paciente acabe necessitando de tratamento intensivo.Nesse sentido, a enfermagem na UTI precisa estar preparada para a abordagem dos pacientes que nela internam,com enfoque não só na patologia, mas também nos aspectos psicológicos, sociais e culturais,objetivando o atendimento integral Considerando estes aspectos, este trabalho tem como objetivo relatar a experiência de discentes do último ano de Enfermagem no cuidado a idosos internados em UTI.METODOLOGIA:Relato de experiência, sistematizado a partir das vivências de discentes de Enfermagem atuantes em estágio extracurricular em uma UTI,de um hospital situado na região Nordeste do Brasil,na assistência de pacientes idosos.RESULTADOS E DISCUSSÃO:Nas UTI o cuidado tem seu foco especificamente a pessoas com patologias complexas e de alta gravidade, exigindo constante vigilância do estado de saúde do paciente por toda equipe multiprofissional.Durante o atendimento ao paciente idoso,o profissional de saúde vivenciava diariamente circunstâncias em que o paciente se encontrava em situações de angústia e ansiedade, como o medo da morte e o afastamento do convívio familiar.Nessas ocasiões a enfermagem tornava-se referência, apoiava, promovia diálogo e momentos de escuta, procurando entender suas angústias e anseios.Para isso, os profissionais, em especial os da enfermagem, devem resgatar os valores e a essência da humanização no cotidiano de seu trabalho, reforçando-se a ideia de que eles são as colunas da construção dessa mudança, que por sua vez necessita de incentivos e valorizações.Na realização do cuidado, a enfermagem, ainda, se deparava com as questões relativas aos pudores e o constrangimento que o paciente idoso tinha diante da necessidade de internação, especialmente de estar despido. Isso podia acarretar desânimo, medos, angústias, perda da liberdade e preocupação com o que o profissional podia pensar ao seu respeito. Desse modo, cabia ao enfermeiro exercer sua atividade de modo respeitoso e realizando as devidas explicações do porque de tal conduta.É necessário que os profissionais que atuam neste meio, em especial da enfermagem, possibilitem aos pacientes e familiares passarem por estes momentos da maneira menos agressiva possível, diminuindo, assim, possíveis traumas decorrentes do período de internação.CONCLUSÕES:Com a intenção de contribuir para a melhoria do cuidado ao paciente idoso internado na UTI é necessário que a enfermagem garanta que os direitos deste sejam respeitados e que as rotinas e os controles em excessos,a informatização e toda a burocratização não interfiram na dedicação,na atenção,no carinho e no diálogo,atributos que fazem a diferença durante a assistência."
    "modalidade" => "Pôster (PO)"
    "area_tematica" => "Processo de Cuidar em Enfermagem e a Saúde da Pessoa Idosa"
    "palavra_chave" => "CUIDADOS DE ENFERMAGEM, UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA, IDOSO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV040_MD4_SA4_ID257_07072015202245.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:59"
    "updated_at" => "2020-06-09 18:43:14"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RAINE DANYELE VIEIRA DE SOUSA"
    "autor_nome_curto" => "RAINE SOUSA"
    "autor_email" => "raine_sousa@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-cieh"
    "edicao_nome" => "Anais IV CIEH"
    "edicao_evento" => "IV Congresso Internacional de Envelhecimento Humano"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/cieh/2015"
    "edicao_logo" => "5e49e629f3441_16022020220233.png"
    "edicao_capa" => "5f182cb905404_22072020091033.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-09-24 00:00:00"
    "publicacao_id" => 10
    "publicacao_nome" => "Anais do Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH)"
    "publicacao_codigo" => "2318-0854"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 24 de setembro de 2015

Resumo

INTRODUÇÃO: As ações da enfermagem se constituem em um cuidar de modo holístico, com compromisso ético, revestido de atitudes de respeito,carecendo dos enfermeiros entendimento e compreensão,em especial quando se trata do cuidado de idosos.O número de idosos,no Brasil,está aumentando consideravelmente nos últimos anos como consequência do aumento da expectativa de vida e da redução das taxas de natalidade e, também, devido aos avanços que o sistema de saúde vem conquistando.Projeções da Organização Mundial de Saúde,para o ano de 2025,colocam o Brasil entre os dez países do mundo em numero de idosos.O idoso hospitalizado apresenta maior cronicidade de patologias,que podem interferir no tratamento, no prognóstico e no tempo de recuperação, podendo fazer com que esse paciente acabe necessitando de tratamento intensivo.Nesse sentido, a enfermagem na UTI precisa estar preparada para a abordagem dos pacientes que nela internam,com enfoque não só na patologia, mas também nos aspectos psicológicos, sociais e culturais,objetivando o atendimento integral Considerando estes aspectos, este trabalho tem como objetivo relatar a experiência de discentes do último ano de Enfermagem no cuidado a idosos internados em UTI.METODOLOGIA:Relato de experiência, sistematizado a partir das vivências de discentes de Enfermagem atuantes em estágio extracurricular em uma UTI,de um hospital situado na região Nordeste do Brasil,na assistência de pacientes idosos.RESULTADOS E DISCUSSÃO:Nas UTI o cuidado tem seu foco especificamente a pessoas com patologias complexas e de alta gravidade, exigindo constante vigilância do estado de saúde do paciente por toda equipe multiprofissional.Durante o atendimento ao paciente idoso,o profissional de saúde vivenciava diariamente circunstâncias em que o paciente se encontrava em situações de angústia e ansiedade, como o medo da morte e o afastamento do convívio familiar.Nessas ocasiões a enfermagem tornava-se referência, apoiava, promovia diálogo e momentos de escuta, procurando entender suas angústias e anseios.Para isso, os profissionais, em especial os da enfermagem, devem resgatar os valores e a essência da humanização no cotidiano de seu trabalho, reforçando-se a ideia de que eles são as colunas da construção dessa mudança, que por sua vez necessita de incentivos e valorizações.Na realização do cuidado, a enfermagem, ainda, se deparava com as questões relativas aos pudores e o constrangimento que o paciente idoso tinha diante da necessidade de internação, especialmente de estar despido. Isso podia acarretar desânimo, medos, angústias, perda da liberdade e preocupação com o que o profissional podia pensar ao seu respeito. Desse modo, cabia ao enfermeiro exercer sua atividade de modo respeitoso e realizando as devidas explicações do porque de tal conduta.É necessário que os profissionais que atuam neste meio, em especial da enfermagem, possibilitem aos pacientes e familiares passarem por estes momentos da maneira menos agressiva possível, diminuindo, assim, possíveis traumas decorrentes do período de internação.CONCLUSÕES:Com a intenção de contribuir para a melhoria do cuidado ao paciente idoso internado na UTI é necessário que a enfermagem garanta que os direitos deste sejam respeitados e que as rotinas e os controles em excessos,a informatização e toda a burocratização não interfiram na dedicação,na atenção,no carinho e no diálogo,atributos que fazem a diferença durante a assistência.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.