Artigo Anais IV CEDUCE

ANAIS de Evento

ISSN: 2447-035X

PROCESSOS EDUCATIVOS NUMA INSTITUIÇÃO DO NORTE FLUMINENSE NA PERSPECTIVA DA PEDAGOGIA SOCIAL.

Palavra-chaves: PROCESSOS EDUCATIVOS, PEDAGOGIA SOCIAL, POLÍTICAS PÚBLICAS Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Instituições, processos educativos e políticas públicas
"2015-06-29 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 11395
    "edicao_id" => 33
    "trabalho_id" => 399
    "inscrito_id" => 1551
    "titulo" => "PROCESSOS EDUCATIVOS NUMA INSTITUIÇÃO DO NORTE FLUMINENSE NA PERSPECTIVA DA PEDAGOGIA SOCIAL."
    "resumo" => "O presente artigo tem como objetivo analisar os processos educativos de uma instituição na perspectiva da pedagogia social. A ONG estudada é a Orquestrando a Vida, localizada na região norte fluminense do Rio de Janeiro. A escolha dessa instituição se deve a relevante atuação em ações socioeducativas há 19 anos, além de ser referência internacional na área de educação musical no Brasil. Esse estudo destaca aspectos relevantes a partir de análise documental e entrevista semiestruturada no ensino da música. Foram analisados documentos que descrevem a atuação da ONG e registram suas atividades socioeducativas desenvolvidas nos últimos anos. A entrevista, realizada em novembro de 2014 com o presidente e coordenador, abordou questões inerentes ao desenvolvimento dos processos educativos e focou no caráter distinto das atividades voltadas para educação musical como instrumento de transformação social. A Orquestrando a Vida faz uso do dispositivo musical sinfônico para introduzir conceitos e atitudes positivas em seus alunos, promovendo condições de bem-estar social, de convivência, de exercício da cidadania e de promoção social. A atmosfera cordial, o comprometimento e dedicação dos voluntários, o entusiasmo dos jovens e crianças absortos em seus instrumentos musicais, as instalações organizadas, entre outros, denotam não só um ambiente propício para aprendizagem, como também seriedade nas ações educativas.  A respeito do entusiasmo observado entre jovens e crianças do projeto, percebe-se, neste caso, que a disciplina exigida no aprendizado aplicado a música na ONG, pode ser um fator que contribua para a elevação social do estudante, haja vista a frequente superação de desafios e consequentes conquistas, originadas da persistência e do comprometimento com o aprendizado dos elementos musicais. Essa dimensão do ensino está intencionalmente ligada às metas das políticas públicas. O modelo didático de ensino da música adotado é denominado ‘El sistema’ e é gerido pela Fundación del Estado para el Sistema Nacional de lãs Orquestas Juveniles e Infantiles de Venezuela (FESNOJIV), órgão estatal venezuelano responsável pela manutenção de mais de 125 orquestras (sendo 30 orquestras sinfônicas) e coros juvenis, e pela educação de mais de 350.000 estudantes, em 180 núcleos distribuídos pelo território venezuelano. Seu objetivo é organizar sistematicamente a educação musical e promover a prática coletiva da música por meio de orquestras sinfônicas e coros, como meio de organização e desenvolvimento da comunidade. Verificou-se que entre os colaboradores estão: assistente social, pedagoga, psicopedagoga, psicóloga e arte terapeuta. Outro destaque importante nas ações educativas desdobradas é a peculiaridade do método definido como exemplo de ruptura de paradigma. Segundo o maestro e presidente, em entrevista, no ensino tradicional de música uma criança não pode tocar o repertório de Beethoven de início, tem que aprender paulatinamente, porém o El sistema, não prevê isso. Nesse método, esses empecilhos são colocados porque muitas vezes o educador não sabe desenvolver na criança a habilidade que ela precisa ter. Conclui-se que a organização desenvolve em suas ações educativas senão o papel de transformação social no sentido pleno, ao menos uma possível contribuição para tal, por meio de suas práticas educativas no ensino da música."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Instituições, processos educativos e políticas públicas"
    "palavra_chave" => "PROCESSOS EDUCATIVOS, PEDAGOGIA SOCIAL, POLÍTICAS PÚBLICAS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV047_MD1_SA9_ID1551_27052015181949.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:58"
    "updated_at" => "2020-06-10 21:01:33"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "KATANA DE FÁTIMA DINIZ BOAES"
    "autor_nome_curto" => "KATANA"
    "autor_email" => "katanafdb@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-ceduce"
    "edicao_nome" => "Anais IV CEDUCE"
    "edicao_evento" => "IV Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/ceduce/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d8323ac662_19022020154907.jpg"
    "edicao_capa" => "5f17355954223_21072020153505.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-29 00:00:00"
    "publicacao_id" => 25
    "publicacao_nome" => "Revista CEDUCE"
    "publicacao_codigo" => "2447-035X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 11395
    "edicao_id" => 33
    "trabalho_id" => 399
    "inscrito_id" => 1551
    "titulo" => "PROCESSOS EDUCATIVOS NUMA INSTITUIÇÃO DO NORTE FLUMINENSE NA PERSPECTIVA DA PEDAGOGIA SOCIAL."
    "resumo" => "O presente artigo tem como objetivo analisar os processos educativos de uma instituição na perspectiva da pedagogia social. A ONG estudada é a Orquestrando a Vida, localizada na região norte fluminense do Rio de Janeiro. A escolha dessa instituição se deve a relevante atuação em ações socioeducativas há 19 anos, além de ser referência internacional na área de educação musical no Brasil. Esse estudo destaca aspectos relevantes a partir de análise documental e entrevista semiestruturada no ensino da música. Foram analisados documentos que descrevem a atuação da ONG e registram suas atividades socioeducativas desenvolvidas nos últimos anos. A entrevista, realizada em novembro de 2014 com o presidente e coordenador, abordou questões inerentes ao desenvolvimento dos processos educativos e focou no caráter distinto das atividades voltadas para educação musical como instrumento de transformação social. A Orquestrando a Vida faz uso do dispositivo musical sinfônico para introduzir conceitos e atitudes positivas em seus alunos, promovendo condições de bem-estar social, de convivência, de exercício da cidadania e de promoção social. A atmosfera cordial, o comprometimento e dedicação dos voluntários, o entusiasmo dos jovens e crianças absortos em seus instrumentos musicais, as instalações organizadas, entre outros, denotam não só um ambiente propício para aprendizagem, como também seriedade nas ações educativas.  A respeito do entusiasmo observado entre jovens e crianças do projeto, percebe-se, neste caso, que a disciplina exigida no aprendizado aplicado a música na ONG, pode ser um fator que contribua para a elevação social do estudante, haja vista a frequente superação de desafios e consequentes conquistas, originadas da persistência e do comprometimento com o aprendizado dos elementos musicais. Essa dimensão do ensino está intencionalmente ligada às metas das políticas públicas. O modelo didático de ensino da música adotado é denominado ‘El sistema’ e é gerido pela Fundación del Estado para el Sistema Nacional de lãs Orquestas Juveniles e Infantiles de Venezuela (FESNOJIV), órgão estatal venezuelano responsável pela manutenção de mais de 125 orquestras (sendo 30 orquestras sinfônicas) e coros juvenis, e pela educação de mais de 350.000 estudantes, em 180 núcleos distribuídos pelo território venezuelano. Seu objetivo é organizar sistematicamente a educação musical e promover a prática coletiva da música por meio de orquestras sinfônicas e coros, como meio de organização e desenvolvimento da comunidade. Verificou-se que entre os colaboradores estão: assistente social, pedagoga, psicopedagoga, psicóloga e arte terapeuta. Outro destaque importante nas ações educativas desdobradas é a peculiaridade do método definido como exemplo de ruptura de paradigma. Segundo o maestro e presidente, em entrevista, no ensino tradicional de música uma criança não pode tocar o repertório de Beethoven de início, tem que aprender paulatinamente, porém o El sistema, não prevê isso. Nesse método, esses empecilhos são colocados porque muitas vezes o educador não sabe desenvolver na criança a habilidade que ela precisa ter. Conclui-se que a organização desenvolve em suas ações educativas senão o papel de transformação social no sentido pleno, ao menos uma possível contribuição para tal, por meio de suas práticas educativas no ensino da música."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Instituições, processos educativos e políticas públicas"
    "palavra_chave" => "PROCESSOS EDUCATIVOS, PEDAGOGIA SOCIAL, POLÍTICAS PÚBLICAS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV047_MD1_SA9_ID1551_27052015181949.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:58"
    "updated_at" => "2020-06-10 21:01:33"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "KATANA DE FÁTIMA DINIZ BOAES"
    "autor_nome_curto" => "KATANA"
    "autor_email" => "katanafdb@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-ceduce"
    "edicao_nome" => "Anais IV CEDUCE"
    "edicao_evento" => "IV Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/ceduce/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d8323ac662_19022020154907.jpg"
    "edicao_capa" => "5f17355954223_21072020153505.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-29 00:00:00"
    "publicacao_id" => 25
    "publicacao_nome" => "Revista CEDUCE"
    "publicacao_codigo" => "2447-035X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 29 de junho de 2015

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar os processos educativos de uma instituição na perspectiva da pedagogia social. A ONG estudada é a Orquestrando a Vida, localizada na região norte fluminense do Rio de Janeiro. A escolha dessa instituição se deve a relevante atuação em ações socioeducativas há 19 anos, além de ser referência internacional na área de educação musical no Brasil. Esse estudo destaca aspectos relevantes a partir de análise documental e entrevista semiestruturada no ensino da música. Foram analisados documentos que descrevem a atuação da ONG e registram suas atividades socioeducativas desenvolvidas nos últimos anos. A entrevista, realizada em novembro de 2014 com o presidente e coordenador, abordou questões inerentes ao desenvolvimento dos processos educativos e focou no caráter distinto das atividades voltadas para educação musical como instrumento de transformação social. A Orquestrando a Vida faz uso do dispositivo musical sinfônico para introduzir conceitos e atitudes positivas em seus alunos, promovendo condições de bem-estar social, de convivência, de exercício da cidadania e de promoção social. A atmosfera cordial, o comprometimento e dedicação dos voluntários, o entusiasmo dos jovens e crianças absortos em seus instrumentos musicais, as instalações organizadas, entre outros, denotam não só um ambiente propício para aprendizagem, como também seriedade nas ações educativas. A respeito do entusiasmo observado entre jovens e crianças do projeto, percebe-se, neste caso, que a disciplina exigida no aprendizado aplicado a música na ONG, pode ser um fator que contribua para a elevação social do estudante, haja vista a frequente superação de desafios e consequentes conquistas, originadas da persistência e do comprometimento com o aprendizado dos elementos musicais. Essa dimensão do ensino está intencionalmente ligada às metas das políticas públicas. O modelo didático de ensino da música adotado é denominado ‘El sistema’ e é gerido pela Fundación del Estado para el Sistema Nacional de lãs Orquestas Juveniles e Infantiles de Venezuela (FESNOJIV), órgão estatal venezuelano responsável pela manutenção de mais de 125 orquestras (sendo 30 orquestras sinfônicas) e coros juvenis, e pela educação de mais de 350.000 estudantes, em 180 núcleos distribuídos pelo território venezuelano. Seu objetivo é organizar sistematicamente a educação musical e promover a prática coletiva da música por meio de orquestras sinfônicas e coros, como meio de organização e desenvolvimento da comunidade. Verificou-se que entre os colaboradores estão: assistente social, pedagoga, psicopedagoga, psicóloga e arte terapeuta. Outro destaque importante nas ações educativas desdobradas é a peculiaridade do método definido como exemplo de ruptura de paradigma. Segundo o maestro e presidente, em entrevista, no ensino tradicional de música uma criança não pode tocar o repertório de Beethoven de início, tem que aprender paulatinamente, porém o El sistema, não prevê isso. Nesse método, esses empecilhos são colocados porque muitas vezes o educador não sabe desenvolver na criança a habilidade que ela precisa ter. Conclui-se que a organização desenvolve em suas ações educativas senão o papel de transformação social no sentido pleno, ao menos uma possível contribuição para tal, por meio de suas práticas educativas no ensino da música.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.