Artigo Anais IV CEDUCE

ANAIS de Evento

ISSN: 2447-035X

Visualizações: 246
O USO DE RECURSOS DIDÁTICOS COMO AUXÍLIO NA IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.639 NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Palavra-chaves: LEI 10.639, EDUCAÇÃO INFANTIL, INFÂNCIA, CULTURA AFRICANA, CULTURA AFRICANA Pôster (PO) / Poster Submission Educação e Infância Publicado em 29 de junho de 2015

Resumo

O presente trabalho é um relato de experiências vivenciadas no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência e no componente curricular Ensino e Aprendizagem em Educação Infantil em dois Centros de Educação Infantil, ambos da cidade de Amargosa -Bahia. Durante o estágio trabalhou-se com a temática "Cultura e Identidade /Igualdade Étnico-Racial". Apesar da implementação da Lei 10.639 de 09/01/2003, que dimensiona o ensino de História da África e Cultura Afro-brasileira no currículo escolar, tornando-o obrigatório na educação básica, ainda existem dificuldades para trabalhar com a referida lei, tanto em recursos didáticos, quanto da falta de formação dos professores para discutir tais temáticas. Levando em conta que é possível considerar que já na Educação Infantil são formados os primeiros valores humanos, procuramos desenvolver um trabalho no PIBID e no estágio em que a ação pedagógica com crianças pudessem valorizar a construção identitária das mesmas, uma vez que o desenvolvimento para a percepção da diversidade étnico-racial, desde a Educação Infantil, poderá contribuir para corresponder ao que demanda a Lei. Foi preocupado com isso que o Ministério da Educação, lançou o livro História e cultura africana e afro-brasileira na educação infantil. As reflexões vão na direção de mostrar os avanços alcançados durante o período de estágio e nas ações do PIBID, através da ludicidade, usando diversos recursos didáticos, que foram revelando a importância de trabalhar com a Cultura Afro-brasileira. O desejo foi de elevar a auto-estima das crianças negras que são predominantes na sala e melhorar o relacionamento entre as mesmas

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.