Artigo Anais IV CEDUCE

ANAIS de Evento

ISSN: 2447-035X

GÊNERO E DIVERSIDADES: O (RE)CONHECIMENTO DAS DIFERENÇAS NA EDUCAÇÃO

Palavra-chaves: TEORIAS DE GÊNERO, PÓS-ESTRUTURALISMO, EDUCAÇÃO Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Diversidade e Diferença
"2015-06-29 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 11215
    "edicao_id" => 33
    "trabalho_id" => 404
    "inscrito_id" => 1662
    "titulo" => "GÊNERO E DIVERSIDADES: O (RE)CONHECIMENTO DAS DIFERENÇAS NA EDUCAÇÃO"
    "resumo" => "Introdução: Butler afirma que gênero é uma identidade fragilmente construída ao longo de anos de uma repetição estilizada de atos e na estilização do corpo. Pretendemos associar esta compreensão ao pensamento Foucaultiano e buscar a construção de um referencial pós-estruturalista acerca de gênero e diversidades que possa se articular as teorias e práticas da educação. É fundamental compreender o funcionamento dos contínuos processos de sujeição de corpos, gestos e comportamentos, em especial pelas práticas discursivas oriundas da educação. Metodologia: Constitui-se em um trabalho de orientação teórica em que se aproximam pontos de contato e diálogo entre as teorizações dos autores estudados. Resultados: As relações de gênero no campo das subjetividades anunciam relações de poder-saber, que modelam, alteram, que em suma, dobram e desdobram o indivíduo e rompem com a concepção intimista de self. A educação se apresenta como um dos “cenários” em que os discursos acerca de “normalidade” são construídos, atuando como mais um elemento de sujeição. Conclusões: É nas práticas performativas de reiteração que se dão, através das dimensões simbólicas da linguagem e da cultura, as relações, a partir de então, os corpos tornam-se passíveis de serem pensados. Em educação, entender o pensamento e a realidade em termos relacionais, em suas tensões e conflitos que invariavelmente possibilitam desmanchar e reconstruir vivências, normas lugares e papéis. Este encontro de pensamentos possibilita, para além de métodos, perspectivas analíticas para a compreensão de fenômenos dinâmicos e complexos como as relações de gênero, que devem resultar em praticas de educação inclusivas e cidadãs."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Diversidade e Diferença"
    "palavra_chave" => "TEORIAS DE GÊNERO, PÓS-ESTRUTURALISMO, EDUCAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV047_MD1_SA7_ID1662_27052015224415.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-10 21:01:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSÉ ORLANDO CARNEIRO CAMPELLO RABELO"
    "autor_nome_curto" => "ORLANDO RABELO"
    "autor_email" => "orlandorabelo@asces.edu.b"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-ceduce"
    "edicao_nome" => "Anais IV CEDUCE"
    "edicao_evento" => "IV Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/ceduce/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d8323ac662_19022020154907.jpg"
    "edicao_capa" => "5f17355954223_21072020153505.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-29 00:00:00"
    "publicacao_id" => 25
    "publicacao_nome" => "Revista CEDUCE"
    "publicacao_codigo" => "2447-035X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 11215
    "edicao_id" => 33
    "trabalho_id" => 404
    "inscrito_id" => 1662
    "titulo" => "GÊNERO E DIVERSIDADES: O (RE)CONHECIMENTO DAS DIFERENÇAS NA EDUCAÇÃO"
    "resumo" => "Introdução: Butler afirma que gênero é uma identidade fragilmente construída ao longo de anos de uma repetição estilizada de atos e na estilização do corpo. Pretendemos associar esta compreensão ao pensamento Foucaultiano e buscar a construção de um referencial pós-estruturalista acerca de gênero e diversidades que possa se articular as teorias e práticas da educação. É fundamental compreender o funcionamento dos contínuos processos de sujeição de corpos, gestos e comportamentos, em especial pelas práticas discursivas oriundas da educação. Metodologia: Constitui-se em um trabalho de orientação teórica em que se aproximam pontos de contato e diálogo entre as teorizações dos autores estudados. Resultados: As relações de gênero no campo das subjetividades anunciam relações de poder-saber, que modelam, alteram, que em suma, dobram e desdobram o indivíduo e rompem com a concepção intimista de self. A educação se apresenta como um dos “cenários” em que os discursos acerca de “normalidade” são construídos, atuando como mais um elemento de sujeição. Conclusões: É nas práticas performativas de reiteração que se dão, através das dimensões simbólicas da linguagem e da cultura, as relações, a partir de então, os corpos tornam-se passíveis de serem pensados. Em educação, entender o pensamento e a realidade em termos relacionais, em suas tensões e conflitos que invariavelmente possibilitam desmanchar e reconstruir vivências, normas lugares e papéis. Este encontro de pensamentos possibilita, para além de métodos, perspectivas analíticas para a compreensão de fenômenos dinâmicos e complexos como as relações de gênero, que devem resultar em praticas de educação inclusivas e cidadãs."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Diversidade e Diferença"
    "palavra_chave" => "TEORIAS DE GÊNERO, PÓS-ESTRUTURALISMO, EDUCAÇÃO"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV047_MD1_SA7_ID1662_27052015224415.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-10 21:01:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "JOSÉ ORLANDO CARNEIRO CAMPELLO RABELO"
    "autor_nome_curto" => "ORLANDO RABELO"
    "autor_email" => "orlandorabelo@asces.edu.b"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-ceduce"
    "edicao_nome" => "Anais IV CEDUCE"
    "edicao_evento" => "IV Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/ceduce/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d8323ac662_19022020154907.jpg"
    "edicao_capa" => "5f17355954223_21072020153505.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-29 00:00:00"
    "publicacao_id" => 25
    "publicacao_nome" => "Revista CEDUCE"
    "publicacao_codigo" => "2447-035X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 29 de junho de 2015

Resumo

Introdução: Butler afirma que gênero é uma identidade fragilmente construída ao longo de anos de uma repetição estilizada de atos e na estilização do corpo. Pretendemos associar esta compreensão ao pensamento Foucaultiano e buscar a construção de um referencial pós-estruturalista acerca de gênero e diversidades que possa se articular as teorias e práticas da educação. É fundamental compreender o funcionamento dos contínuos processos de sujeição de corpos, gestos e comportamentos, em especial pelas práticas discursivas oriundas da educação. Metodologia: Constitui-se em um trabalho de orientação teórica em que se aproximam pontos de contato e diálogo entre as teorizações dos autores estudados. Resultados: As relações de gênero no campo das subjetividades anunciam relações de poder-saber, que modelam, alteram, que em suma, dobram e desdobram o indivíduo e rompem com a concepção intimista de self. A educação se apresenta como um dos “cenários” em que os discursos acerca de “normalidade” são construídos, atuando como mais um elemento de sujeição. Conclusões: É nas práticas performativas de reiteração que se dão, através das dimensões simbólicas da linguagem e da cultura, as relações, a partir de então, os corpos tornam-se passíveis de serem pensados. Em educação, entender o pensamento e a realidade em termos relacionais, em suas tensões e conflitos que invariavelmente possibilitam desmanchar e reconstruir vivências, normas lugares e papéis. Este encontro de pensamentos possibilita, para além de métodos, perspectivas analíticas para a compreensão de fenômenos dinâmicos e complexos como as relações de gênero, que devem resultar em praticas de educação inclusivas e cidadãs.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.