Artigo Anais IV CEDUCE

ANAIS de Evento

ISSN: 2447-035X

EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: DAS EXPERIÊNCIAS DE DIVERSIDADE NA ESCOLA À FORMAÇÃO DOCENTE

Palavra-chaves: PRECONCEITO RACIAL, FORMAÇÃO DOCENTE, CRIANÇAS AFRODESCENDENTES Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Diversidade e Diferença Publicado em 29 de junho de 2015

Resumo

Este trabalho aborda algumas situações observadas em uma escola pública da cidade de Picos- PI, que nos oportunizaram a reflexão sobre a relação entre a prática pedagógica e a formação docente. Nesse contexto julga-se importante pensar na formação para a diversidade, enquanto formação continuada, pois o ensinar exige atualizações que estejam diretamente envolvidas com as questões sociais, como é o caso da temática referente ao preconceito racial. Assim, o referido artigo apresenta uma breve discussão sobre a maneira como as relações infantis são percebidas na escola e como interferem na formação da personalidade e da auto-estima das crianças afrodescendentes. Problematizar tais questões, provoca-nos a refletir sobre a população brasileira, as suas histórias, relações sociais e das desigualdades em tentativas de desnaturalizar a problemática básica da nossa sociedade, a nossa dificuldade de, adequadamente, trabalhar as diversidades raciais deste país. Para tal, trazemos para este trabalho, o relato de situações que aconteceu em uma escola pública do município de Picos-Piauí. Utilizamos a observação não-estruturada, para descrever situações que aconteceram em uma sala de educação infantil que tinha crianças com faixa etária entre quatro e cinco anos. A partir das situações apresentadas podemos perceber como a formação docente ainda deixa a desejar no que se refere às questões étnico-raciais, essa limitação acarreta muitos problemas em sala de aula, pois o professor que não está preparado para lidar com estas situações, pode até mesmo contribuir para a perpetuação do preconceito em sala de aula, fato que precisa mudar em prol de uma educação melhor.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.