Artigo Anais IV CEDUCE

ANAIS de Evento

ISSN: 2447-035X

EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: DAS EXPERIÊNCIAS DE DIVERSIDADE NA ESCOLA À FORMAÇÃO DOCENTE

Palavra-chaves: PRECONCEITO RACIAL, FORMAÇÃO DOCENTE, CRIANÇAS AFRODESCENDENTES Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Diversidade e Diferença
"2015-06-29 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 11151
    "edicao_id" => 33
    "trabalho_id" => 230
    "inscrito_id" => 757
    "titulo" => "EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: DAS EXPERIÊNCIAS DE DIVERSIDADE NA ESCOLA À FORMAÇÃO DOCENTE"
    "resumo" => "Este trabalho aborda algumas situações observadas em uma escola pública da cidade de Picos- PI, que nos oportunizaram a reflexão sobre a relação entre a prática pedagógica e a formação docente. Nesse contexto julga-se importante pensar na formação para a diversidade, enquanto formação continuada, pois o ensinar exige atualizações que estejam diretamente envolvidas com as questões sociais, como é o caso da temática referente ao preconceito racial. Assim, o referido artigo apresenta uma breve discussão sobre a maneira como as relações infantis são percebidas na escola e como interferem na formação da personalidade e da auto-estima das crianças afrodescendentes. Problematizar tais questões, provoca-nos a refletir sobre a população brasileira, as suas histórias, relações sociais e das desigualdades em tentativas de desnaturalizar a problemática básica da nossa sociedade, a nossa dificuldade de, adequadamente, trabalhar as diversidades raciais deste país. Para tal, trazemos para este trabalho, o relato de situações que aconteceu em uma escola pública do município de Picos-Piauí. Utilizamos a observação não-estruturada, para descrever situações que aconteceram em uma sala de educação infantil que tinha crianças com faixa etária entre quatro e cinco anos. A partir das situações apresentadas podemos perceber como a formação docente ainda deixa a desejar no que se refere às questões étnico-raciais, essa limitação acarreta muitos problemas em sala de aula, pois o professor que não está preparado para lidar com estas situações, pode até mesmo contribuir para a perpetuação do preconceito em sala de aula, fato que precisa mudar em prol de uma educação melhor."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Diversidade e Diferença"
    "palavra_chave" => "PRECONCEITO RACIAL, FORMAÇÃO DOCENTE, CRIANÇAS AFRODESCENDENTES"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV047_MD1_SA7_ID757_05052015152307.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-10 21:01:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "HERYKA DE MOURA COSTA"
    "autor_nome_curto" => "HERYKA MOURA"
    "autor_email" => "sadraque19@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-ceduce"
    "edicao_nome" => "Anais IV CEDUCE"
    "edicao_evento" => "IV Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/ceduce/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d8323ac662_19022020154907.jpg"
    "edicao_capa" => "5f17355954223_21072020153505.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-29 00:00:00"
    "publicacao_id" => 25
    "publicacao_nome" => "Revista CEDUCE"
    "publicacao_codigo" => "2447-035X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 11151
    "edicao_id" => 33
    "trabalho_id" => 230
    "inscrito_id" => 757
    "titulo" => "EDUCAÇÃO PARA AS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: DAS EXPERIÊNCIAS DE DIVERSIDADE NA ESCOLA À FORMAÇÃO DOCENTE"
    "resumo" => "Este trabalho aborda algumas situações observadas em uma escola pública da cidade de Picos- PI, que nos oportunizaram a reflexão sobre a relação entre a prática pedagógica e a formação docente. Nesse contexto julga-se importante pensar na formação para a diversidade, enquanto formação continuada, pois o ensinar exige atualizações que estejam diretamente envolvidas com as questões sociais, como é o caso da temática referente ao preconceito racial. Assim, o referido artigo apresenta uma breve discussão sobre a maneira como as relações infantis são percebidas na escola e como interferem na formação da personalidade e da auto-estima das crianças afrodescendentes. Problematizar tais questões, provoca-nos a refletir sobre a população brasileira, as suas histórias, relações sociais e das desigualdades em tentativas de desnaturalizar a problemática básica da nossa sociedade, a nossa dificuldade de, adequadamente, trabalhar as diversidades raciais deste país. Para tal, trazemos para este trabalho, o relato de situações que aconteceu em uma escola pública do município de Picos-Piauí. Utilizamos a observação não-estruturada, para descrever situações que aconteceram em uma sala de educação infantil que tinha crianças com faixa etária entre quatro e cinco anos. A partir das situações apresentadas podemos perceber como a formação docente ainda deixa a desejar no que se refere às questões étnico-raciais, essa limitação acarreta muitos problemas em sala de aula, pois o professor que não está preparado para lidar com estas situações, pode até mesmo contribuir para a perpetuação do preconceito em sala de aula, fato que precisa mudar em prol de uma educação melhor."
    "modalidade" => "Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission"
    "area_tematica" => "Diversidade e Diferença"
    "palavra_chave" => "PRECONCEITO RACIAL, FORMAÇÃO DOCENTE, CRIANÇAS AFRODESCENDENTES"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV047_MD1_SA7_ID757_05052015152307.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-10 21:01:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "HERYKA DE MOURA COSTA"
    "autor_nome_curto" => "HERYKA MOURA"
    "autor_email" => "sadraque19@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-ceduce"
    "edicao_nome" => "Anais IV CEDUCE"
    "edicao_evento" => "IV Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/ceduce/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d8323ac662_19022020154907.jpg"
    "edicao_capa" => "5f17355954223_21072020153505.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-29 00:00:00"
    "publicacao_id" => 25
    "publicacao_nome" => "Revista CEDUCE"
    "publicacao_codigo" => "2447-035X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 29 de junho de 2015

Resumo

Este trabalho aborda algumas situações observadas em uma escola pública da cidade de Picos- PI, que nos oportunizaram a reflexão sobre a relação entre a prática pedagógica e a formação docente. Nesse contexto julga-se importante pensar na formação para a diversidade, enquanto formação continuada, pois o ensinar exige atualizações que estejam diretamente envolvidas com as questões sociais, como é o caso da temática referente ao preconceito racial. Assim, o referido artigo apresenta uma breve discussão sobre a maneira como as relações infantis são percebidas na escola e como interferem na formação da personalidade e da auto-estima das crianças afrodescendentes. Problematizar tais questões, provoca-nos a refletir sobre a população brasileira, as suas histórias, relações sociais e das desigualdades em tentativas de desnaturalizar a problemática básica da nossa sociedade, a nossa dificuldade de, adequadamente, trabalhar as diversidades raciais deste país. Para tal, trazemos para este trabalho, o relato de situações que aconteceu em uma escola pública do município de Picos-Piauí. Utilizamos a observação não-estruturada, para descrever situações que aconteceram em uma sala de educação infantil que tinha crianças com faixa etária entre quatro e cinco anos. A partir das situações apresentadas podemos perceber como a formação docente ainda deixa a desejar no que se refere às questões étnico-raciais, essa limitação acarreta muitos problemas em sala de aula, pois o professor que não está preparado para lidar com estas situações, pode até mesmo contribuir para a perpetuação do preconceito em sala de aula, fato que precisa mudar em prol de uma educação melhor.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.