Artigo Anais IV CEDUCE

ANAIS de Evento

ISSN: 2447-035X

EDUCAÇÃO INCLUSIVA: UM ESTUDO DE CASO DE AUTISMO E MEDIAÇÃO ESCOLAR.

Palavra-chaves: MEDIAÇÃO, INCLUSÃO, APRENDIZAGEM Pôster (PO) / Poster Submission Educação e Infância Publicado em 29 de junho de 2015

Resumo

A ideia dessa construção partiu dos seguintes questionamentos: Até onde uma criança autista sendo estimulada (ou sendo “protegida” dos estímulos intensos) pode ir em relação à sua aprendizagem? Como a professora da sala de aula deve se preparar para receber uma criança com essa peculiaridade? Qual a função do mediador escolar junto ao aluno com transtorno do espectro autista? A principal função do mediador é ser o intermediário entre a criança e as situações vivenciadas por ela, onde se depare com dificuldades de interpretação e ação. Logo, o mediador pode atuar como intermediário nas questões sociais e de comportamento, na comunicação e linguagem, nas atividades e/ou brincadeiras escolares, e nas atividades dirigidas e/ou pedagógicas na escola. O mediador também atua em diferentes ambientes escolares, tais como a sala de aula, as dependências da escola, pátio e nos passeios escolares que forem de objetivo social e pedagógico. O objetivo desse estudo foi compreender a especificidade da questão do autismo e as possibilidades que a escola apresenta para o desenvolvimento de crianças autistas, nas áreas de relacionamento e de aprendizagem, através da mediação escolar. Pretende ser mais um dispositivo para trazer a temática do autismo para a cena das discussões nas escolas regulares sobre inclusão.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.