Artigo Anais IV CEDUCE

ANAIS de Evento

ISSN: 2447-035X

ALFABETIZAÇÃO DE ESTUDANTES SURDOS: UMA ANÁLISE DE ATIVIDADES DO ENSINO REGULAR

Palavra-chaves: ALFABETIZAÇÃO, ATIVIDADES, SURDOS Pôster (PO) / Poster Submission Diversidade e Diferença
"2015-06-29 00:00:00"
App\Base\Administrativo\Model\Artigo {#1639
  +table: "artigo"
  +timestamps: false
  +fillable: array:13 [
    0 => "edicao_id"
    1 => "trabalho_id"
    2 => "inscrito_id"
    3 => "titulo"
    4 => "resumo"
    5 => "modalidade"
    6 => "area_tematica"
    7 => "palavra_chave"
    8 => "idioma"
    9 => "arquivo"
    10 => "created_at"
    11 => "updated_at"
    12 => "ativo"
  ]
  #casts: array:14 [
    "id" => "integer"
    "edicao_id" => "integer"
    "trabalho_id" => "integer"
    "inscrito_id" => "integer"
    "titulo" => "string"
    "resumo" => "string"
    "modalidade" => "string"
    "area_tematica" => "string"
    "palavra_chave" => "string"
    "idioma" => "string"
    "arquivo" => "string"
    "created_at" => "datetime"
    "updated_at" => "datetime"
    "ativo" => "boolean"
  ]
  #connection: "mysql"
  #primaryKey: "id"
  #keyType: "int"
  +incrementing: true
  #with: []
  #withCount: []
  #perPage: 15
  +exists: true
  +wasRecentlyCreated: false
  #attributes: array:35 [
    "id" => 11006
    "edicao_id" => 33
    "trabalho_id" => 42
    "inscrito_id" => 291
    "titulo" => "ALFABETIZAÇÃO DE ESTUDANTES SURDOS: UMA ANÁLISE DE ATIVIDADES DO ENSINO REGULAR"
    "resumo" => "A alfabetização de pessoas com surdez diferencia-se da aquisição da escrita por alunos ouvintes. Materiais pedagógicos coerentes são fundamentais para a aquisição da leitura e escrita de alunos surdos. O presente estudo tem como objetivo analisar atividades de alfabetização de estudantes surdos. A pesquisa é qualitativa numa proposta de delineamento exploratório quanto ao seu objetivo e documental quanto ao seu procedimento. Para o desenvolvimento da pesquisa será realizada a coleta e análise das atividades voltadas à alfabetização de alunos surdos da rede regular de ensino. Os procedimentos para a apreciação dos materiais serão as categorias de análise, criadas a partir da fundamentação teórica dos estudos de Capovilla e Capovilla (2002), Capovilla e Raphael (2005) e Fernandes (2003; 2006), que servirão para reflexão e análise das atividades, conforme as especificidades de aprendizagem dos alunos surdos. Os estudos levantados para criação de categorias foram desenvolvidos por meio da pesquisa empírica, e apontam como princípio que a pessoa com surdez apropria-se do mundo e estabelece interações sociais por meio de uma língua não-alfabética, ou seja, a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), mas, devem apropriar da língua alfabética escrita, que no Brasil é a Língua Portuguesa (L2). Esta pesquisa justifica-se pela necessidade de aprofundar conhecimentos, com atividades adequadas, sobre as práticas voltadas à alfabetização de surdos."
    "modalidade" => "Pôster (PO) / Poster Submission"
    "area_tematica" => "Diversidade e Diferença"
    "palavra_chave" => "ALFABETIZAÇÃO, ATIVIDADES, SURDOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV047_MD4_SA7_ID291_20042015102557.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-10 21:01:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RAQUEL DE OLIVEIRA NASCIMENTO"
    "autor_nome_curto" => "RAQUELNASCIMENTO"
    "autor_email" => "raquel.libras@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE VALE DO SAPUCAÍ (UNIVÁS)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-ceduce"
    "edicao_nome" => "Anais IV CEDUCE"
    "edicao_evento" => "IV Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/ceduce/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d8323ac662_19022020154907.jpg"
    "edicao_capa" => "5f17355954223_21072020153505.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-29 00:00:00"
    "publicacao_id" => 25
    "publicacao_nome" => "Revista CEDUCE"
    "publicacao_codigo" => "2447-035X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #original: array:35 [
    "id" => 11006
    "edicao_id" => 33
    "trabalho_id" => 42
    "inscrito_id" => 291
    "titulo" => "ALFABETIZAÇÃO DE ESTUDANTES SURDOS: UMA ANÁLISE DE ATIVIDADES DO ENSINO REGULAR"
    "resumo" => "A alfabetização de pessoas com surdez diferencia-se da aquisição da escrita por alunos ouvintes. Materiais pedagógicos coerentes são fundamentais para a aquisição da leitura e escrita de alunos surdos. O presente estudo tem como objetivo analisar atividades de alfabetização de estudantes surdos. A pesquisa é qualitativa numa proposta de delineamento exploratório quanto ao seu objetivo e documental quanto ao seu procedimento. Para o desenvolvimento da pesquisa será realizada a coleta e análise das atividades voltadas à alfabetização de alunos surdos da rede regular de ensino. Os procedimentos para a apreciação dos materiais serão as categorias de análise, criadas a partir da fundamentação teórica dos estudos de Capovilla e Capovilla (2002), Capovilla e Raphael (2005) e Fernandes (2003; 2006), que servirão para reflexão e análise das atividades, conforme as especificidades de aprendizagem dos alunos surdos. Os estudos levantados para criação de categorias foram desenvolvidos por meio da pesquisa empírica, e apontam como princípio que a pessoa com surdez apropria-se do mundo e estabelece interações sociais por meio de uma língua não-alfabética, ou seja, a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), mas, devem apropriar da língua alfabética escrita, que no Brasil é a Língua Portuguesa (L2). Esta pesquisa justifica-se pela necessidade de aprofundar conhecimentos, com atividades adequadas, sobre as práticas voltadas à alfabetização de surdos."
    "modalidade" => "Pôster (PO) / Poster Submission"
    "area_tematica" => "Diversidade e Diferença"
    "palavra_chave" => "ALFABETIZAÇÃO, ATIVIDADES, SURDOS"
    "idioma" => "Português"
    "arquivo" => "TRABALHO_EV047_MD4_SA7_ID291_20042015102557.pdf"
    "created_at" => "2020-05-28 15:52:57"
    "updated_at" => "2020-06-10 21:01:32"
    "ativo" => 1
    "autor_nome" => "RAQUEL DE OLIVEIRA NASCIMENTO"
    "autor_nome_curto" => "RAQUELNASCIMENTO"
    "autor_email" => "raquel.libras@hotmail.com"
    "autor_ies" => "UNIVERSIDADE VALE DO SAPUCAÍ (UNIVÁS)"
    "autor_imagem" => ""
    "edicao_url" => "anais-iv-ceduce"
    "edicao_nome" => "Anais IV CEDUCE"
    "edicao_evento" => "IV Colóquio Internacional Educação, Cidadania e Exclusão"
    "edicao_ano" => 2015
    "edicao_pasta" => "anais/ceduce/2015"
    "edicao_logo" => "5e4d8323ac662_19022020154907.jpg"
    "edicao_capa" => "5f17355954223_21072020153505.jpg"
    "data_publicacao" => null
    "edicao_publicada_em" => "2015-06-29 00:00:00"
    "publicacao_id" => 25
    "publicacao_nome" => "Revista CEDUCE"
    "publicacao_codigo" => "2447-035X"
    "tipo_codigo_id" => 1
    "tipo_codigo_nome" => "ISSN"
    "tipo_publicacao_id" => 1
    "tipo_publicacao_nome" => "ANAIS de Evento"
  ]
  #changes: []
  #classCastCache: []
  #dates: []
  #dateFormat: null
  #appends: []
  #dispatchesEvents: []
  #observables: []
  #relations: []
  #touches: []
  #hidden: []
  #visible: []
  #guarded: array:1 [
    0 => "*"
  ]
}
Publicado em 29 de junho de 2015

Resumo

A alfabetização de pessoas com surdez diferencia-se da aquisição da escrita por alunos ouvintes. Materiais pedagógicos coerentes são fundamentais para a aquisição da leitura e escrita de alunos surdos. O presente estudo tem como objetivo analisar atividades de alfabetização de estudantes surdos. A pesquisa é qualitativa numa proposta de delineamento exploratório quanto ao seu objetivo e documental quanto ao seu procedimento. Para o desenvolvimento da pesquisa será realizada a coleta e análise das atividades voltadas à alfabetização de alunos surdos da rede regular de ensino. Os procedimentos para a apreciação dos materiais serão as categorias de análise, criadas a partir da fundamentação teórica dos estudos de Capovilla e Capovilla (2002), Capovilla e Raphael (2005) e Fernandes (2003; 2006), que servirão para reflexão e análise das atividades, conforme as especificidades de aprendizagem dos alunos surdos. Os estudos levantados para criação de categorias foram desenvolvidos por meio da pesquisa empírica, e apontam como princípio que a pessoa com surdez apropria-se do mundo e estabelece interações sociais por meio de uma língua não-alfabética, ou seja, a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), mas, devem apropriar da língua alfabética escrita, que no Brasil é a Língua Portuguesa (L2). Esta pesquisa justifica-se pela necessidade de aprofundar conhecimentos, com atividades adequadas, sobre as práticas voltadas à alfabetização de surdos.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.