Artigo Anais IV CEDUCE

ANAIS de Evento

ISSN: 2447-035X

A CULTURA DO EXAME COMO INDICADOR DE QUALIDADE DA ESCOLA E OS SENTIDOS DE QUALIDADE OBSERVADOS NA ESCOLA

Palavra-chaves: QUALIDADE, CULTURA DO EXAME, COTIDIANO ESCOLAR Comunicação Oral (CO) / Oral Papers Submission Instituições, processos educativos e políticas públicas Publicado em 29 de junho de 2015

Resumo

O texto é fruto de uma em dissertação apresentada ao Programa de Pós Graduação em Educação, Comunicação e Cultura em Periferias Urbanas, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, sobre as repercussões da cultura do exame no cotidiano de duas escolas públicas localizadas em um município do Rio de Janeiro. Discute as concepções de qualidade que impulsionam as políticas públicas em educação que contemplam um modelo hegemônico de educação, desconsiderando os desafios e a complexidade do cotidiano escolar, sugerindo um olhar sobre o conceito de qualidade alardeado como universal, a partir dos sujeitos que compõem a rede pesquisada. Traz a contribuição de estudos que auxiliam na compreensão da qualidade com base em uma perspectiva polissêmica, onde a concepção de mundo, sociedade e de educação evidencia e define os elementos que possam ser avaliados em sua natureza, atributos e finalidades, tudo dentro de um processo mais amplo de qualidade social, do qual o processo educativo é apenas parte. Seguindo as trilhas do paradigma indiciário, foi possível perceber, através da interpretação de sinais e indícios, os sentidos de qualidade que professores e equipe pedagógica atribuem à escola, mormente, desprezados na concepção que vem se criando de uma escola de qualidade. Na realização de duas atividades com alunos e professores que integram as unidades escolares, assim como no relato de algumas entrevistas, vislumbram-se indicativos de concepções contrarreguladoras que podem vir a desencadear processos avaliativos internos, na construção de uma escola de qualidade pautada num paradigma inclusivo, dialógico e formativo.

Compartilhe:

Visualização do Artigo


Deixe um comentário

Precisamos validar o formulário.