Apresentação

E-book SENACORPUS


Nosso país já acumula, há mais de uma década, um cabedal respeitável de estudos sobre as “dissidências” e “periferias”. Muitos grupos de pesquisa, que se dedicam a problematizar as redes de significados sobre as sexualidades, raça/etnia, gênero, classe e deficiências, sob uma perspectiva multidisciplinar, já vêm apontando a necessidade de que se aposte em estratégias de enfrentamento a todas as modalidades de subalternização de subjetividades no campo das culturas, uma vez que se parte da compreensão de que apenas os marcos legais não são suficientes para tal tarefa. Este evento, portanto, se soma a esse entendimento.

BAIXAR O PDF