Resumo Trabalho

ESTRATÉGIAS EDUCATIVAS IMPLEMENTADAS NO BRASIL PARA O CUIDADO DE ENFERMAGEM À PESSOA COM HIPERTENSÃO ARTERIAL

Autor(es): ANDRESSA SUELLY SATURNINO DE OLIVEIRA e orientado por GILVAN FERREIRA FELIPE

A educação em saúde, quando planejada e implementada de forma eficaz, seja por meio de estratégias individuais ou em grupo, caracteriza-se como um bom artefato para a promoção da saúde, em especial para a população hipertensa. Nesse sentido, cabe ao profissional responsável por desenvolvê-la, buscar ou implementar estratégias, com o intuito de contribuir para o alcance de níveis pressóricos adequados à saúde de quem é cuidado. Objetivou-se identificar, na literatura científica, quais estratégias educativas tem sido implementadas no contexto brasileiro para o cuidado de enfermagem à pessoa com hipertensão arterial. Revisão integrativa, que pretendeu responder à questão-norteadora: quais estratégias educativas têm sido implementadas, no Brasil, para o cuidado de enfermagem à pessoa com hipertensão? O levantamento da literatura foi realizado em fevereiro de 2017 em quatro bases de dados. Os termos de busca foram: hipertensão, cuidados de enfermagem, enfermagem e estratégias. As informações foram extraídas de oito artigos selecionados. A estratégia utilizada com maior frequência é a discussão de temáticas sobre a hipertensão em grupos de educação em saúde, com proposição dos temas feita pelos usuários da atenção primária à saúde, sem utilização de material educativo. Para a avaliação dos resultados dessa estratégia junto aos participantes, a aferição da pressão arterial e de índices antropométricos, como índice de massa corpórea e circunferência abdominal, foram os métodos mais escolhidos pelos autores. Concluiu-se que a inserção do enfermeiro no cuidado à pessoa com a morbidade, para promoção de sua saúde, tem ultrapassado o consultório, para abordagem individual do usuário, pois se verificou predominância de escolha de estratégias de educação em saúde abordagem coletiva.

Veja o artigo completo: PDF