Resumo Trabalho

MEMÓRIA E EDUCAÇÃO PROFISSIONAL: O PROJETO MEMORIAL IFMA NA 15ª SEMANA NACIONAL DE MUSEUS SOB O OLHAR DE DISCENTES DO CAMPUS SÃO LUÍS - CENTRO HISTÓRICO (SÃO LUÍS, MA)

Autor(es): TIAGO MARTINS AZEVEDO e orientado por CREUDECY COSTA SILA; TEREZINHA DE JESUS LIMA CAMPOS

Resumo: Neste artigo são apresentados resultados de pesquisa avaliativa acerca da percepção de alunos do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) quanto às ações promovidas pela instituição no âmbito da Semana Nacional de Museus. O evento ocorre em comemoração ao Dia Internacional de Museus (18 de maio) quando instituições de todo o país promovem atividades em torno de um mesmo tema, e tem como objetivos valorizar os museus brasileiros e intensificar a relação destes com a sociedade. Na edição de 2017, o Instituto participou com a Exposição “Memórias Indizíveis”, uma ação do Projeto Centro de Preservação da Memória do IFMA (MEMORIAL IFMA), representativa da história e memória da educação profissional no Maranhão, tendo como fio condutor imagem e voz de servidores da outrora Escola Técnica Federal do Maranhão. O Projeto MEMORIAL IFMA é voltado à implantação de um espaço (unidade) de memória destinado à preservação da memória do Instituto, tornando-se referência para o conhecimento e valorização de sua história. A pesquisa foi realizada mediante aplicação de questionário após a visitação dos alunos à exposição, a fim de levantar informações quanto à experiência vivenciada. Os dados foram tabulados e analisados buscando-se saber como o evento foi visto e percebido pelos sujeitos, aspectos relevantes para a compreensão do impacto inicial das ações do projeto e da melhoria da qualidade de futuras ações desta natureza a serem promovidas na instituição. Discute-se ainda, em termos gerais, o grau de conhecimento dos discentes a respeito de museus e também quanto à proposta da Exposição “Memórias Indizíveis” que teve como diferencial o fato de agregar ao ambiente escolar o fazer museológico, em um evento que revelou histórias, memórias e patrimônios em um diálogo fluído entre passado e presente.

Veja o artigo completo: PDF