Resumo Trabalho

DIMINUIÇÃO DA ADESÃO TERAPÊUTICA DO BACILO DE HANSEN APÓS CONFLITO FAMILIAR NA ATENÇÃO BÁSICA DE SAÚDE: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autor(es): KARINE SOUSA FERREIRA e orientado por INGRID NASCIMENTO DA SILVA FRANKLIM DE MESQUITA SOBREIRA

INTRODUÇÃO: Hanseníase é uma doença infecto-contagiosa, de evolução lenta, que se manifesta principalmente através de sinais e sintomas dermatoneurológicos, lesões na pele e nos nervos periféricos, principalmente nos olhos, mãos e pés. Sua característica principal é o comprometimento dos nervos periféricos que podem levar a incapacidades físicas acarretando alguns problemas como diminuição da capacidade de trabalho, limitação da vida social dentre outros, isso se não for tratada seguindo um esquema especifico e o não abandono do tratamento. O contagio acontece através de uma pessoa infectada com o bacilo de Hansen não tratada que dissemina o bacilo pelas vias aéreas superiores. Importante salientar que a hanseníase tem cura dês de que o cliente não abandone o tratamento. OBJETIVO: Relatar a experiência de discentes de enfermagem na diminuição da adesão terapêutica de uma paciente com o bacilo de Hansen após conflito familiar na Atenção Básica de Saúde METODOLOGIA: Trata-se de um relato de experiência, tipo descritivo. As atividades descritas nesta experiência foram realizadas durante o mês de agosto de 2017, durante a realização de estagio da disciplina de supervisionado I, desenvolvidas nas dependências de um posto de saúde de referência, situado na cidade de Fortaleza-CE. Para que fosse possível o desenvolvimento deste estudo, foi utilizado o caso clínico como metodologia, sendo utilizado um histórico de enfermagem para a coleta de dados da cliente e a consulta de enfermagem realizada por discentes. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Cliente M.A.S.D, 60 anos, sexo feminino, natural de Quixadá-Ce , católica, casada. Compareceu a unidade de atenção primaria com a filha e o genro, diagnosticada com hanseníase multibacilar para a consulta mensal. Cliente queixava-se de cefaleia e ansiedade causadas por conflitos familiares, ao exame físico observou-se espessamento dos nervos periféricos, com hipoestesia do hálux em membros inferiores e lesões do tipo manchas pigmentadas em membros superiores. Baixa adesão ao tratamento por motivos pessoais e ansiedade. CONCLUSÃO: Podemos observar o quanto a família é importante na terapêutica do cliente, pois o bacilo é transmitido por gotículas através de um convívio intimo e prolongado com a fonte infectada e nesse caso a família é o contato mais intimo. É importante que o enfermeiro que faz o acompanhamento no posto de saúde explique tudo sobre a doença enfatizando sobre o contagio e tratamento destacando importância do não abandono da terapêutica.

Veja o artigo completo: PDF