Resumo Trabalho

NA TRILHA DO INCENTIVO A PESQUISA: A EXPERIÊNCIA FORMATIVA NA PARTICIPAÇÃO EM UM GRUPO DE PESQUISA

Autor(es): MARIZA DA COSTA PEREIRA e orientado por SILVIA MARIA NÓBREGA-THERRIEN

O presente artigo trata-se de um relato de experiência cujo objetivo é apresentar uma formação diferenciada adquirida na participação no Grupo de Pesquisa Educação, História e Saúde Coletiva (GPEHSC), o grupo visa o desenvolvimento de um profissional crítico-reflexivo nas áreas de educação, história e saúde coletiva, integrando professores/pesquisadores, técnicos, estudantes de pós-graduação (lato sensu e sctrito sensu) e de graduação dos cursos de enfermagem, nutrição, medicina, pedagogia e profissionais de áreas afins, partilhando conhecimentos entre professor pesquisador e os integrantes, no qual valoriza o exercício do diálogo, promovendo a reflexão sobre a pesquisa e oportunizando o conhecimento científico. Os projetos do grupo integram pesquisas históricas, etnográficas e documentais no campo da educação. Sob enfoque metodológico de pesquisa exploratória, no intento de alcançar o objetivo optamos em realizar uma pesquisa bibliográfica, nos aportes teóricos de autores como Demo (2006), Girardello (2008), dentre outros que debatem sobre a definição de pesquisa, sobre a escrita científica, bem como a reflexividade adquirida com o desenvolvimento de pesquisas. No tocante a experiência relatada abordou-se a trajetória do grupo de pesquisa, a fim de apresentar seus objetivos e estudos realizados, discutindo os cuidados e a pessoalidade com a escrita científica, possibilitando assim a aproximação autoral. A partir do desenvolvimento do estudo, pode-se inferir que o grupo de pesquisa, específico, tem se constituído como um espaço formativo promovendo a reflexividade e contribuído para o desenvolvimento de pesquisas, oportunizando a dimensão do saber-fazer, do aprender fazendo e também da oportunidade de refletir criticamente, aprimorando o pensamento e estimulando a busca por soluções para os questionamentos surgidos cotidianamente.

Veja o artigo completo: PDF