Resumo Trabalho

A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA): TRAJETÓRIA E INCLUSÃO DE ALUNOS NA ESTEIRA DE PAULO FREIRE

Autor(es): MAGNÓLIA MARIA OLIVEIRA COSTA

O artigo intitulado “A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS – EJA: trajetória e inclusão de alunos na esteira de Paulo Freire. Tem como problema: Quais as políticas públicas que foram implementadas a partir das leis 4.024/61, 5.692/71, 9.394/96 e a lei 10.172/2001, para a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Tem como objetivo fundamental analisar as políticas públicas de Educação de Jovens e Adultos, bem como a contribuição dos professores da uma escola da rede estadual de ensino na formação desses sujeitos. Atrelado ao objetivo maior: Identificar os avanços e recuos das políticas públicas no que se refere a EJA a partir dos anos 60; problematizar os novos debates em torno da EJA; Observar as leis que fizeram parte do processo de efetivação dessa modalidade. Para embasamento teórico trataremos com Paulo Freire (1996), Carmen Lúcia Vidal Pérez (2003), Moacir Gadotti (1991), Otaiza Romaneli (1995). A metodologia se processou em uma escola da rede estadual de ensino da cidade de Mossoró/RN, Escola Estadual Cônego Estevam Dantas com base no referencial teórico, bem como entrevista semiestruturada com os alunos e os professores para entender as práticas pedagógicas e sua contribuição para a construção da cidadania dos sujeitos/alunos. Os resultados e discussões apontam que a partir das práticas pedagógicas dos professores é possível ver um grande avanço no tocante a aprendizagem e efetivação dos educandos enquanto cidadãos. Os apontamentos conclusivos e inconclusos demostram que existe um grande desempenho por parte dos alunos na EJA. Ainda que, a pesquisa não se dá por vencida nem acabada, que é necessárias muitas discussões acerca da temática para que Jovens e Adultos tenha direito a educação de qualidade.

Veja o artigo completo: PDF