Resumo Trabalho

CARACTERIZAÇÃO ESTRUTURAL DA ETHYL BIXIN: MAPA DE POTENCIAL ELETROSTÁTICO, HOMO, LUMO E CARGAS DE MULLIKEN

Autor(es): MIQUÉIAS REGES e orientado por EMMANUEL SILVA MARINHO

As bixinas são hoje um dos aditivos naturais mais utilizados na indústria, sendo mais aceitos que os sintéticos no ranking de corantes alimentícios. As bixinas podem ser encontradas no óleo extraído das sementes do Urucum e, além de largamente utilizadas como corantes pelo mundo há mais de um século, as mesmas possuem uma eficiente capacidade de extinguir moléculas de O2 em soluções fluidas, sendo um poderoso agente no combate aos radicais livres. Neste presente estudo caracterizou-se através do método quântico semi-empírico Parameterized Model number 3, uma molécula da família das bixinas, o Ethyl Bixin. Através das parametrizações MM_UFF e QM_PM3, a estrutura molecular sofreu uma otimização geométrica por minimização de energia e calculou-se seu momento dipolo; sua energia mínima potencial final (-116339,6527 kcal∙mol-1) (-185,3988705693 au); a constante que determina seu calor de formação (-79,7885 kcal∙mol-1); suas energias de HOMO (-0,298577) e LUMO (-0,052115); o coeficiente de reatividade da molécula, o GAP, que apresentou o valor de 6,706551 eV; a renderização do MESP (mapa de potencial eletrostático), que revelou as regiões onde ocorrerão o atracamento molecular, que compreendem toda a extensão dos oxigênios O3, O16, O29 e O30. Os dados gerados por meio deste presente estudo são notoriamente essenciais à estudos de análise comparativa entre as moléculas da família das Bixinas, bem como, à posterior realização de um estudo correlacional de SAR (relação estrutura-atividade).

Veja o artigo completo: PDF