Resumo Trabalho

TECNOLOGIAS EDUCATIVAS PARA PROMOÇÃO DA CONFIANÇA MATERNA EM AMAMENTAR

Autor(es): HILANA DAYANA DODOU e orientado por MÔNICA OLIVEIRA BATISTA ORIÁ

O enfermeiro enquanto educador em saúde deve trabalhar com tecnologias educativas para tornar a informação mais clara e a comunicação eficaz, contribuindo para a promoção do aleitamento materno. A autoeficácia é um dos aspectos que influencia o desmame precoce. Dessa forma, a enfermagem deve utilizar tecnologias e intervenções educativas com base neste referencial para promover a confiança da mulher em amamentar e contribuir para a melhoria das taxas de aleitamento. O objetivo desse estudo foi investigar as tecnologias educativas utilizadas pela enfermagem para a promoção da confiança materna em amamentar. Trata-se de uma revisão da literatura realizada nas bases de dados LILACS, BDENF e Pubmed com uma amostra de 13 artigos científicos. Os estudos evidenciaram que tanto no contexto internacional como nacional, a enfermagem vem utilizando diversas tecnologias na sua prática educativa, sendo as mais comuns a cartilha, o manual, o álbum seriado, vídeos, programas de computador e o suporte telefônico. A maioria das publicações foi oriunda do Brasil e utilizou o álbum seriado como tecnologia para mediar as intervenções educativas realizadas pelos profissionais de saúde, mostrando-se ser uma tecnologia eficaz para o aumento da autoeficácia materna e para duração da amamentação. Os resultados indicam que o uso dessas intervenções e tecnologias educativas na atenção ao binômio mãe-filho vem contribuindo para a promoção da confiança materna em amamentar e para a mudança de indicadores importantes, como as taxas de aleitamento materno e exclusivo, devendo ser utilizadas na prática clínica e educativa com vistas à promoção do aleitamento materno.

Veja o artigo completo: PDF