Resumo Trabalho

USO DE TECNOLOGIA EDUCATIVA NA ORIENTAÇÃO DE PAIS/CUIDADORES ACERCA DA AMAMENTAÇÃO E DA ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR DE LACTENTES: RELATO DE EXPERIÊNCIA

Autor(es): DÉBORA TELES DE OLIVEIRA e orientado por MARIA VERA LÚCIA MOREIRA LEITÃO CARDOSO

O leite materno é o alimento recomendado até os seis meses de vida, pois contém todos os nutrientes necessários ao bebê. Após essa faixa etária é aconselhado que seu consumo seja mantido pelo menos até os dois anos de idade associando-o à uma alimentação complementar. A alimentação complementar inicia-se a partir do sexto mês e a cada mês devem ser introduzidas gradualmente novas fontes alimentares. O objetivo foi relatar a experiência da aplicação de uma tecnologia educativa “Feltro com colher”, o qual permitiu a realização de orientações aos pais/cuidadores sobre a importância da amamentação e da alimentação complementar, assim como a sua introdução na idade certa e o preparo correto do leite de fórmula. O material educativo trouxe como principal contribuição apresentar as recomendações para o preparo dos leites de fórmula infantil e observar se os pais/cuidadores realizavam seu preparo adequadamente. Trata- se de um relato de experiência e foi desenvolvido no Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Ceará (UFC) e sua aplicação ocorreu no Ambulatório Especializado de Pediatria da UFC. A tecnologia é composta por garfos e colheres de diversos tamanhos, sendo apresentado aos pais para que estes pudessem mostrar aos orientadores como preparavam o leite de fórmula e quais colheres eles utilizavam. O enfermeiro é o profissional capacitado para realizar estas orientações aos pais/cuidadores, pois é a equipe de enfermagem quem acompanha as mães desde o pré-natal até a consulta pós-parto e com isso tem maior facilidade de detectar possíveis problemas e buscar soluções. Por meio dessa experiência foi possível detectar a falha nas orientações ofertadas pelos profissionais da saúde aos pais/cuidadores. A tecnologia educativa utilizada mostrou- se eficaz para abordar o tema proposto, uma vez que as mães conseguiam entender o que os orientadores estavam propondo.

Veja o artigo completo: PDF