Resumo Trabalho

CONHECIMENTO DOS ENFERMEIROS NEONATOLOGISTAS SOBRE O USO DO ANTICORPO MONOCLONAL PALIVIZUMABE

Autor(es): EDCARLA DA SILVA DE OLIVEIRA e orientado por MARIA VERA LÚCIA MOREIRA LEITÃO CARDOSO

O OBJETIVO DESTA PESQUISA FOI APREENDER O QUE OS ENFERMEIROS ATUANTES EM NEONATOLOGIA CONHECEM SOBRE O ANTICORPO MONOCLONAL PALIVIZUMABE. TRATOU-SE DE UM ESTUDO QUALITATIVO REALIZADO COM 18 ENFERMEIROS ATUANTES EM UNIDADE NEONATAL DE UM HOSPITAL TERCIÁRIO REFERÊNCIA NA APLICAÇÃO DO ANTICORPO, POR MEIO DE ENTREVISTAS, COM AUXÍLIO DE UM APARELHO ELETRÔNICO DO TIPO MP4, BASEADAS NA SEGUINTE QUESTÃO NORTEADORA: “QUAL O SEU CONHECIMENTO ACERCA DO ANTICORPO MONOCLONAL PALIVIZUMABE?” OS DADOS FORAM EXAMINADOS TOMANDO POR BASE O REFERENCIAL DA ANÁLISE TEMÁTICA DE CONTEÚDO DE BARDIN. APÓS A ANÁLISE SURGIRAM DUAS CATEGORIAS: CONHECIMENTO ACERCA DO PALIVIZUMABE E ATUAÇÃO PROFISSIONAL DO ENFERMEIRO NAS UNIDADES NEONATAIS. AO FINAL DA PESQUISA PÔDE-SE INFERIR QUE OS ENFERMEIROS INTEGRANTES DAS UNIDADES NEONATAIS AINDA APRESENTAM UM CONHECIMENTO EQUIVOCADO ACERCA DO PALIVIZUMABE, EVIDENCIANDO-SE A NECESSIDADE DE SE APROFUNDAR MELHOR A COMPREENSÃO DOS MESMOS ACERCA DO ANTICORPO E DA SUA ATUAÇÃO ENQUANTO PROFISSIONAL INTEGRANTE DA EQUIPE DE CUIDADOS AO NEONATO E QUE UTILIZA O PALIVIZUMABE. FAZ-SE NECESSÁRIO TAMBÉM QUE MAIS ESTUDOS SEJAM REALIZADOS COM A TEMÁTICA, PARA DISSEMINAR OS MECANISMOS, ATUAÇÃO E OS CRITÉRIOS DE INCLUSÃO PARA O USO DO PALIVIZUMABE.

Veja o artigo completo: PDF