Resumo Trabalho

ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM À MULHERES COM DEPRESSÃO PÓS-PARTO (DPP): UM ESTUDO DE REVISÃO

Autor(es): JÉSSICA LOURENÇO CARNEIRO e orientado por ANA KELVE DE CASTRO DAMASCENO

Depressão Pós-Parto (DPP) é considerada um transtorno mental de alta prevalência, que provoca alterações emocionais, cognitivas, comportamentais e físicas. Inicia-se de maneira insidiosa, levando até semanas após o parto. Com isso os objetivos desta pesquisa são: Conhecer o que dizem as publicações acerca da Assistência de Enfermagem à mulheres com Depressão Pós-Parto (DPP) em periódicos nacionais. Caracterizar os estudos publicados que contemplem os descritores selecionados pelo estudo; Identificar os principais desafios levantados pelos estudos quanto à implementação da SAE no cuidado à mulheres com DPP e Investigar a assistência de enfermagem para prevenção e tratamento da DPP. Utilizou-se pesquisa bibliográfica, tipo revisão integrativa com abordagem qualitativa; realizada na Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) de maio a novembro de 2016; guiando-se pelas etapas propostas por Mendes, Silveira e Galvão, com instrumento de coleta de dados padronizados e cumprindo todos os preceitos éticos legais. Selecionou-se 39402 publicações, quando aplicado os critérios de inclusão e exclusão, restaram 7 estudos selecionados. O método de análise da temática possibilitou categorizar, interpretar e agrupar os dados referentes às formas de atuação do enfermeiro: Tema I: Assistência de Enfermagem a mulher com DPP (Quadro 2); Tema II: Principais Desafios para a Assistência de Enfermagem à Mulher com DPP (Quadro 3). Constatou-se que esta produção ainda é incipiente, tendo em vista que se trata de uma abordagem antiga e ao mesmo tempo, pertinente, emergente. O presente trabalho proporcionou uma visão mais ampliada da aplicação da assistência de enfermagem à paciente com DPP, de modo que se pode verificar diversas formas de atuação do enfermeiro nesta vertente assistencial.

Veja o artigo completo: PDF