Resumo Trabalho

EDUCAÇÃO POPULAR E INSUBORDINAÇÃO CRIATIVA: UM CONTRAPONTO À VIOLÊNCIA SIMBÓLICA DA PRÁTICA EDUCATIVA DOMINANTE.

Autor(es): PAULO ROBERTO DA SILVA MOREIRA, LETICYA EWELLYN SANTOS RIBEIRO

O PRESENTE TRABALHO VISA REFLETIR EM QUE MEDIDA A EDUCAÇÃO POPULAR PODE SER CONSIDERADA COMO UMA MANIFESTAÇÃO DA INSUBORDINAÇÃO CRIATIVA COMO CONTRAPONTO AO MODELO DOMINANTE DE EDUCAÇÃO. NESTA PERSPECTIVA, JUSTIFICA-SE A INVESTIGAÇÃO PELA NECESSIDADE DE ROMPER COM UMA EDUCAÇÃO PREDOMINANTEMENTE TRANSMISSIVA E ACUMULADORA. PARA TANTO, TEMOS COMO REFERENCIAL TEÓRICO AUTORES COMO FREIRE (1996), D'AMBROSIO E LOPES (2015) E BOURDIEU (1989), E COMO METODOLOGIA DE TRABALHO TEMOS A PESQUISA BIBLIOGRÁFICA. DESSE MODO, PODEMOS OBSERVAR QUE A PRÁTICA PEDAGÓGICA DA EDUCAÇÃO POPULAR É ESSENCIALMENTE UMA PRÁTICA DE INSUBORDINAÇÃO CRIATIVA EM RELAÇÃO AO MODELO DE EDUCAÇÃO DOMINANTE. O QUE PERMITE CONCLUIR QUE A EDUCAÇÃO POPULAR POSSUI UMA ABORDAGEM QUE CONSIDERA OS CONHECIMENTOS PRÉVIOS E AS SUBJETIVIDADES DOS EDUCANDOS TORNANDO-SE DISRUPTIVA EM RELAÇÃO À CONCEPÇÃO TRADICIONAL E HOMOGENEIZADORA DE EDUCAÇÃO EM LARGA ESCALA.

Veja o artigo completo: PDF