Resumo Trabalho

SATISFAÇÃO CORPORAL DE ADOLESCENTES DE UMA ESCOLA PÚBLICA ATRAVÉS DO TESTE DE STUNKARD

Autor(es): JÉSSICA RAMOS SANTANA e orientado por NAERTON JOSÉ XAVIER ISIDORO

A insatisfação com o corpo pode ser considerado como um dos componentes da imagem corporal desencadeadores dos transtornos psicológicos. O jovem em fase de transição e delineamento de autoimagem encontra-se totalmente influenciável pelos padrões impostos pela mídia. Neste contexto, a adolescência pode ser definida como um período do desenvolvimento humano entre a infância e idade adulta que se inicia desde a puberdade ao completo desenvolvimento do organismo. A forma que o individuo vê o seu corpo vai depender puramente de fatores culturais e do ambiente que o cerca, a construção da imagem corporal do jovem é uma das experiências básicas. O presente estudo tem como objetivo analisar a satisfação com a imagem corporal em adolescentes de ambos os sexos através do Teste de Silhueta de Stunkard et al (1893). O trabalho em questão foi realizado com alunos de uma escola da rede privada da cidade do Crato-CE, contemplando 50 adolescentes entre 12 e 14 anos de ambos os sexos, cursando o ensino fundamental II. As escalas de silhuetas são utilizadas para avaliação da imagem corporal e se caracterizam por desenhos de figuras humanas. Por meio deste instrumento, o sujeito escolhe, em uma série de 9 figuras que varia do mais magro ao mais gordo, a imagem que mais se aproxima de como se percebe e a outra de como gostaria de ser. A maior parcela dos alunos pesquisados (32%) demonstrou estar satisfeito com sua autoimagem. Entre aqueles insatisfeitos com a imagem corporal, 53% correspondem a alunos do sexo masculino.

Veja o artigo completo: PDF