Resumo Trabalho

CORREDOR CULTURAL DO BENFICA: UMA EXPERIÊNCIA DE PESQUISA

Autor(es): ANA CAROLINA RODRIGUES ALVES e orientado por PROF.DR. JOÃO BOSCO FEITOSA DOS SANTOS

O projeto ‘Corredor Cultural do Benfica’ foi uma pesquisa realizada pelo Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão Gestão Pública e Desenvolvimento Urbano (GPDU) da Universidade Estadual do Ceará – UECE, patrocinado pela Casa Civil do Governo do Estado do Ceará, em parceria com Centro de Treinamento e Desenvolvimento (CETREDE) e Universidade Federal do Ceará (UFC) entre dezembro de 2016 e maio de 2017. A pesquisa teve o objetivo de realizar mapeamento sociocultural do bairro Benfica em Fortaleza-CE, identificando e categorizando os equipamentos existentes no Bairro, notadamente os de natureza cultural e comercial, que caracterizam a identidade do bairro, bem como traçar um perfil dos seus usuários e compreender a percepção que personalidades do bairro tem acerca da proposta de tornar o Benfica um Corredor Cultural de Fortaleza. A metodologia utilizada, denominada pelo GPDU de “etnografia rua a rua”, consiste em registro por dois pesquisadores que percorrem as ruas do bairro (re) definindo o mapa e registrando tudo o que ali houver, seja estabelecimento formal ou informal, órgão público, equipamento de promoção de cultura, entre outros, ao mesmo tempo em que anotam fatos, sujeitos e outras observações ocorridas no percurso sobre cada rua do local. O segundo momento constou da realização de um estudo amostral com transeuntes, contando com aplicação de questionários em pontos de referência do bairro, visando identificar não só o perfil dos usuários do Benfica, mas, também, sua relação com o bairro. A terceira fase da pesquisa se deu pela realização de entrevistas semiestruturadas com personalidades do bairro, comerciantes antigos e atuais, artistas, representantes de instituições culturais, afim de discutir suas visões e contribuições sobre o projeto cultural pensado para o bairro. Por fim foi realizada uma reunião para apresentação dos dados coletados aos representantes do bairro, momento no qual eles puderam complementar e corrigir alguma informação que consideram importantes. A pesquisa resultou na produção de um caderno do bairro, contendo os indicadores, categorias observadas em campo, e registros históricos e documentais. Possivelmente a Universidade Federal do Ceará transformará em livro o caderno elaborado pelos pesquisadores. Nesse sentido, o presente trabalho apresenta um relato de experiência de uma das pesquisadoras, abordando aspectos referentes à chegada e atuação em campo nas quatro fases do projeto (coleta de informações rua a rua, pesquisa amostral com usuários do bairro, entrevistas com personalidades relacionadas ao Benfica e discussão com a comunidade).

Veja o artigo completo: PDF