Resumo Trabalho

O CRESCIMENTO URBANO E A DEGRADAÇÃO AMBIENTAL: ESTUDO DE CASO DA LAGOA DA PARANGABA, FORTALEZA/CE

Autor(es): PAULI AFONSO DOS REIS SILVA, JEANETE KOCH e orientado por DANIEL DAVID DE LIMA

OS IMPACTOS AMBIENTAIS NEGATIVOS, DEVIDOS A URBANIZAÇÃO, TÊM SE AGRAVADO NOS ÚLTIMOS ANOS E REDUZIDO A QUALIDADE DO AR, DA ÁGUA E DE OUTROS RECURSOS NATURAIS. ESTE TRABALHO TEM COMO TEMÁTICA A ANÁLISE DOS MAIORES PROBLEMAS ORIUNDOS DA URBANIZAÇÃO DESORDENADA, PROCURANDO ENTENDER FORMAS DE MELHORAR ESSES ASPECTOS E COMO A SUSTENTABILIDADE PODE SER A SOLUÇÃO PRA ESSAS QUESTÕES. PARA ISSO, PARTIU-SE DE UM ESTUDO HISTÓRICO E SOCIOLÓGICO, EVIDENCIANDO AS TRANSFORMAÇÕES CAUSADAS PELA DECORRÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL E DO CRESCIMENTO URBANO ACELERADO. POR DERRADEIRO, É REALIZADO UM ESTUDO DE CASO, TENDO COMO OBJETIVO A ANÁLISE DA ÁGUA DA LAGOA DA PARANGABA, LOCALIZADA NA CIDADE DE FORTALEZA, NO ESTADO DO CEARÁ, ONDE FORAM REALIZADAS COLETAS DE ÁGUA PARA ANÁLISE DA PRESENÇA DE COLIFORMES TOTAIS E TERMOTOLERANTES EM UM PONTO PROXIMAL E OUTRO DISTAL DA LAGOA, UTILIZANDO O MÉTODO DE TUBOS MÚLTIPLOS. OS RESULTADOS MOSTRAM DIFERENÇA SIGNIFICANTE NOS VALORES OBTIDOS NOS DOIS PONTOS DA LAGOA, MOSTRANDO COMO A PRESENÇA DE RESIDÊNCIAS NO ENTORNO DO LOCAL MAXIMIZA A POLUIÇÃO NO ESPELHO D’ÁGUA. FINALMENTE, FOI DISCUTIDO QUE PONTO MAIS PRÓXIMO A LAGOA TEM NÍVEIS DE COLIFORMES TERMOTOLERANTES E TOTAIS MAIORES QUE NO PONTO MAIS DISTANTE, O QUE TORNA INVIÁVEL O USO DO RECURSO PARA ATIVIDADES DE LAZER E SUBSISTÊNCIA.

Veja o artigo completo: PDF