Resumo Trabalho

INIBIDORES DA AÇÃO DO ETILENO NO CULTIVO DE PIMENTEIRAS ORNAMENTAIS

Autor(es): MILENA MARIA TOMAZ DE OLIVEIRA e orientado por FERNANDO LUIZ FINGER

O cultivo de flores e plantas ornamentais consolida-se como uma importante atividade econômica para a economia brasileira devido à agregação de valor aos produtos destinados à comercialização. Dentre as plantas ornamentais cultivadas em vaso, as pimenteiras ornamentais têm-se destacado pela crescente e contínua aceitação pelo mercado consumidor. As plantas do gênero Capsicum possuem ampla variabilidade genética com grandes perspectivas e potencialidades no mercado. No entanto, existem poucos estudos e sérios entraves relacionados à sensibilidade do genótipo ao etileno. A presença de etileno induz várias respostas em pimenteiras em vasos, reduzindo a vida útil de prateleira de cultivares sensíveis. Este estudo teve como objetivo avaliar os efeitos do etileno e inibidores da ação do etileno, 1-metilciclopropeno (1-MCP) e tiossulfato de prata (STS) sobre a vida útil de vaso da pimenteira ornamental ‘Stromboli’. O presente estudo objetivou avaliar os efeitos da exposição ao etileno e verificar a eficácia do uso dos inibidores da ação do etileno, 1-MCP e STS, sobre a longevidade da espécie C. annuum. As plantas apresentaram abscisão foliar quando tratadas com etileno isolado. Os pré-tratamentos com STS e 1-MCP foram eficazes em em bloquear a ação do etileno. PALAVRAS-CHAVE: Capsicum annum, etileno, vida de prateleira.

Veja o artigo completo: PDF