Resumo Trabalho

DIDÁTICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: REFLEXÕES SOBRE A DOCÊNCIA NA CONTEMPORANEIDADE

Autor(es): RENATO CARNEIRO DA SILVA

A necessidade da amplitude dos saberes para a docência traz a tona um questionamento sobre o lugar da Didática durante a formação de professores. A escola do século XXI encontra-se inserida em um contexto de complexidade e princípios que precisam ser acompanhados pelos atores sociais a quem é atribuída a responsabilidade de formação de cidadãos, no caso especifico, os professores. Assim sendo, tal artigo propõe a seguinte discussão: O que professores, que terminaram alguma licenciatura, entendem por Didática? As reflexões deste trabalho incidem em: Analisar o que professores, que estão lecionando em sala de aula, entendem por Didática. E, especificamente: i) Caracterizar o papel da didática no trabalho docente; ii) Descrever os limites e as possibilidades do professor em sala de aula; iii) Refletir sobre os desafios da prática docente. Dessa forma e diante da atual conjectura social, cognitiva e afetiva da sociedade em que estamos inseridos, questionar o papel da Didática em sala de aula requer um olhar para o lugar que o professor ocupa diante desse contexto. Ao serem questionados sobre o que é Didática, os professores, via de regra, afirmam que tal conhecimento está relacionado à prática, à transmissão e à forma sobre como ensinar. Assim sendo, não se percebem como sujeitos históricos, situados socialmente dentro de um contexto mais amplo ao qual a escola e os seus fazeres estão relacionados. Logo, encontra-se na disciplina de Didática a oportunidade de discutir sobre as diversas funções sociais da escola, as características do trabalho docente, as relações entre o processo de ensino e o processo de aprendizagem, bem como os elementos que permeiam as técnicas e o fazer pedagógico diário do professor.

Veja o artigo completo: PDF