Resumo Trabalho

ESTUDO FÍSICO-QUÍMICO DE ÁGUA DO POÇO TUBULAR LOCALIZADO NO SÍTIO URUBU NA ZONA RURAL DO MUNICÍPIO DE BOA VISTA- PB

Autor(es): YVINA BESERRA DE SOUSA e orientado por EDMILSON DANTAS DA SILVA FILHO

O Brasil é um dos países mais ricos em água doce do planeta, as cidades brasileiras enfrentam crises de abastecimento. Em algumas áreas onde as chuvas não são muito ocorrentes como no Nordeste brasileiro muitos optam pela perfuração de poços para obter água. Além disso, mais de 40 milhões de brasileiros não recebem água de forma regular, não podem confiar na qualidade da água que chega nas suas torneiras. O contato do homem com a água subterrânea é direto e constante. Por consequência disso, esses lugares são os mais poluídos com esgotos, resíduos industriais e agrotóxicos. A água para consumo humano, sem tratamento adequado, torna-se um importante elemento de risco à saúde da população que a consome. De acordo com a portaria do Ministério da saúde nº 2914 de 2011, são estabelecidas as obrigações ao responsável pela água a dever de controlar a sua qualidade para poder chegar a ser consumida pela população, cujo os parâmetros microbiológicos, químicos e físicos atendam os padrões de potabilidade para não ameaçar a saúde dos que consomem a água. O trabalho tem como objetivo investigar e analisar os parâmetros físico-químico, da água do poço tubular, localizado no sítio Urubu no Município de Boa Vista-PB. Os parâmetros analisados foram: temperatura (ºC), pH, acidez carbônica (em termos de CaCO3), Alcalinidade (mg/L), cor (uH), íons cloretos (Cl-), condutividade elétrica (µS/cm), dureza total, dureza de cálcio (Ca+2), dureza de magnésio (Mg+2). A partir do resultado obtido, podemos concluir que a água do poço apresentou valor médio fora dos padrões permitido pela legislação Brasileira.

Veja o artigo completo: PDF