Resumo Trabalho

EFEITO PROFILÁTICO DA ATORVASTATINA NA OSTEONECROSE DE MAXILARES INDUZIDA POR BISFOSFONATOS EM RATOS WISTAR.

Autor(es): VANESSA COSTA DE SOUSA FERREIRA e orientado por PAULA GOES PINHEIRO DUTRA

Introdução: Os bisfosfonatos (BFs) são fármacos utilizados no tratamento de doenças do metabolismo ósseo e câncer, pois atuam sobre as células ósseas inibindo a remodelação e o turnover ósseo. A osteonecrose dos maxilares (OMB) tem sido relacionada como o principal efeito adverso desse fármaco. A Atorvastatina (ATV), um hipolipemiante, se destaca por apresentar efeitos pleiotrópicas como por exemplo uma importante capacidade anabólica óssea. Objetivo: Avaliar o efeito profilático da ATV na OMB em ratos. Metodologia: 54 animais foram divididos em 03 grupos experimentais: Salina (SAL) que recebeu 0,1 ml de SAL a 0,9% 3x/sem 9 semanas; Controle, que recebeu 0,1 mg/kg de Ácido Zoledrônico (AZ), i.p. 3x/sem. por 09 semanas; ATV, que foram submetidos a OMB e receberam 27 mg/kg – v.o. de ATV diariamente por 03 semanas (D21-D42). No 42o dia (D42) após o início do experimento todos os animais foram submetidos a exodontia dos 3 molares do lado esquerdo. Estes animais foram acompanhados diariamente e sacrificados no D77. Após eutanásia, as maxilas foram removidas, para análises macroscópica e histológica. Foram coletadas amostras sanguíneas para dosagens bioquímicas, e tecido gengival para dosagem de citocinas. Resultado: O grupo tratado com ATV apresentou redução da solução de continuidade, melhor padrão de cicatrização tecidual, menor grau de osteonecrose, maior numero de osteócitos viáveis e formação óssea trabecular quando comparado a SAL. Foi observado redução das concentrações séricas de Cálcio e aumento dos níveis de fosfatase alcalina óssea (FAO). O tratamento com ATV reduziu a concentração de IL-1β no tecido gengival dos animais. Conclusão: A ATV promoveu proteção ao tecido ósseo, manteve os níveis de FAO, e modulou a resposta inflamatória na OMB, assim sugere-se que a ATV pode ser uma importante ferramenta farmacológica a ser ensaiada clinicamente como adjuvante à terapia da OMB.

Veja o artigo completo: PDF