Resumo Trabalho

ATELIÊ BIOGRÁFICO COMO METODOLOGIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: TECENDO PRÁTICAS REFLEXIVAS E INVESTIGATIVAS

Autor(es): EDITH MARIA BATISTA FERREIRA e orientado por FRANCIONE CHARAPA ALVES

O presente artigo trata sobre a formação de professores em uma concepção do professor como sujeito que constrói o conhecimento a partir de sua experiência pessoal e profissional. Teve como objetivo discutir sobre as contribuições da metodologia Ateliê Biográfico para a formação de professores numa perspectiva crítica e investigativa. A questão problema que norteou a pesquisa foi: qual a percepção dos pós-graduandos sobre a sua vivência no Ateliê Biográfico para o seu processo formativo? A metodologia utilizada foi de natureza qualitativa e teve como aporte teórico-metodológico Delory-Momberger (2006, 2008), Le Goff (2003), Josso (2004). Configuraram-se sujeitos da pesquisa três doutorandas do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Os resultados desse estudo apontaram que a vivência do Ateliê Biográfico de Projeto potencializa os processos de formação dos professores considerando a relevância da pesquisa ao buscar interpretar, envolver e (res)significar a experiência nas histórias de vida pessoal e profissional dos participantes. Conclui-se que a história de vida compartilhada por participantes de um Programa de Pós-graduação em Educação permitiu uma apropriação por cada uma, de forma individual e compartilhada, seu próprio poder de formação, possibilitada pela união e o entrelaçamento de diferentes momentos de vida espalhados e dispersos no decorrer das trajetórias de vida pessoal e profissional. Assim, a metodologia do Ateliê favorece a formação de professores numa perspectiva científica, crítica e reflexiva.

Veja o artigo completo: PDF