Resumo Trabalho

PROTAGONISMO DA ENFERMAGEM: APLICAÇÃO DO PROCESSO DE ENFERMAGEM Á MULHER COM PRÉ-ECLÂMPSIA GRAVE

Autor(es): CICERA BRENA CALIXTO SOUSA e orientado por ERYJOSY MARCULINO GUERREIRO BARBOSA

Introdução: A pré-eclâmpsia corresponde à hipertensão que ocorre após 20ª semana de gestação acompanhada de proteinúria, com desaparecimento até 12ª semana pós-parto. Associada a cefaléia, distúrbios visuais, dor abdominal, plaquetopenia e aumento de enzimas hepáticas, podendo ser definida com leve ou grave, de acordo com o grau de comprometimento. O presente estudo teve como objetivo apresentar a experiência vivenciada por discentes de enfermagem durante estágio curricular em um hospital e maternidade. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência, do tipo descritivo. As atividades descritas foram realizadas durante os meses de maio a junho de 2017, durante a realização de estágios da disciplina Enfermagem na saúde da mulher e do recém-nascido, desenvolvidos nas dependências de um Hospital e maternidade de referência, situado na cidade de Fortaleza-CE. Para que fosse possível o desenvolvimento deste estudo, foi realizado o processo de cuidar à mulher com pré-eclâmpsia grave, sendo utilizado um formulário para coleta de dados (ou histórico de enfermagem). A partir dos dados coletados, tornou-se possível traçar os diagnósticos de enfermagem, utilizando-se a taxonomia II da North American Nursing Diagnosis Association (NANDA-I). Respeitou-se a resolução nº 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde. Resultados e discussão: O Processo de Enfermagem organiza-se em cinco etapas inter-relacionadas, interdependentes e recorrentes que são: histórico de enfermagem, diagnóstico de enfermagem, planejamento de enfermagem, implementação e avaliação de enfermagem (Resolução COFEN nº358/2009). A partir do processo de enfermagem, foi possível relatar a assistência do enfermeiro na obstetrícia. A experiência foi significativa, sinalizando que o cenário em questão é muito importante como campo de imersão para o alunado de enfermagem que busca o empoderamento. Conclusão: Uma adequada assistência de enfermagem individualizada, direcionada e embasada na cientificidade favorece o desenvolvimento de ações de qualidade à gestante e púerpera, visando um cuidado sistemático e prevenção de complicações.

Veja o artigo completo: PDF