Resumo Trabalho

FATORES DE RISCO ASSOCIADOS AO ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL NA EMERGÊNCIA DE UM HOSPITAL DE ENSINO

Autor(es): MARIA GIRLANE SOUSA ALBUQUERQUE BRANDÃO e orientado por LÍVIA MOREIRA BARROS

INTRODUÇÃO: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é um dos mais importantes problemas de saúde pública da atualidade, constituindo-se em uma das patologias neurológicas de maior prevalência e, ainda, uma das principais causas de incapacidade temporária ou definitiva. No Brasil, anualmente, são registradas 68 mil mortes por AVC, sendo necessário o conhecimento do perfil e dos fatores de risco para planejamento de intervenções eficazes. OBJETIVO: identificar o perfil clínico-epidemiológico e os fatores de risco associados em pacientes internados com diagnóstico de Acidente Vascular Cerebral. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo descritivo, transversal e de abordagem quantitativa realizado no período de julho a agosto de 2017 na Emergência de um Hospital de Ensino na Região Norte do Estado do Ceará. Participaram do estudo 127 pacientes com diagnóstico de AVC, admitidos no serviço no período de coleta. Os critérios de inclusão foram: ter idade, preferencialmente, igual ou superior a 18 anos, ter sido atendido no setor Emergência após Acolhimento com Classificação de Risco e concordância em participar da pesquisa, estando devidamente informado. As variáveis analisadas foram: idade, sexo, procedência, comorbidades, ocupação e classificação de risco. Os dados foram obtidos por meio de instrumento estruturado aplicado pelos pesquisadores durante os três turnos (manhã, tarde e noite) de domingo a domingo. A pesquisa foi realizada após aprovação do Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) da instituição em estudo com protocolo número (CAAE: 68436717.3.0000.5053). RESULTADOS E DISCUSSÃO: Dos 127 pacientes que deram entrada na emergência após terem sofrido um AVC, 69 (54,3%) eram homens e 58 (45,7%) eram mulheres. A maior frequência foi encontrada na faixa etária de 60 a 69 anos (25,1%) e 70 a 79 anos (33%). Segundo Dias (2015) o AVC ocorre em todas as faixas etárias, mas continua amplamente a ser uma doença dos idosos, apresentando os mesmos uma incidência elevada. Cada década sucessiva acima dos 55 anos leva a uma duplicação da incidência de AVC. A hipertensão arterial foi a doença crônica com ocorrência mais comum nos indivíduos pesquisados, seguido pela diabetes. Verificou-se que a ¬¬¬¬maioria dos AVC ocorre em aposentados seguido por agricultores rurais. CONCLUSÃO: A partir dos dados evidenciados, infere-se que fatores como idade (>60 anos), comorbidades e doenças associadas, como a hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus foram fatores de risco importantes na associação com o acidente vascular cerebral na amostra populacional estudada.

Veja o artigo completo: PDF