Resumo Trabalho

UMA ABORDAGEM REFLEXIVA E EDUCACIONAL A PARTIR DOS PRINCÍPIOS DO KARATÊ-DÔ

Autor(es): RAMON SILVA DE LIMA

No karatê-dô existem alguns textos norteadores para seu estudo, o dojo kun e o niju kun são dois deles. Os referidos textos serão tomados como principais objetos de análise para esse trabalho. Dojo kun pode ser traduzido como: mandamentos do local onde se prática o caminho, mas, esses mandamentos não se restringem apenas ao local de treino. Estes lemas apenas têm inicio no dojo assim como o niju kun, que significa: vinte princípios. Durante a formação do praticante de karatê-dô existem aspectos educacionais voltados para a formação do indivíduo fora do dojo (local de treino), tais aspectos podem se dar com reflexões dos mandamentos já citados, contos orais, pesquisas individuais, entre outras práticas. Para este trabalho, será atido como principal aspecto, o estudo dos mandamentos e suas riquezas sem iguais quando remetido a reflexões filosóficas. Além disso, tais textos, ainda podem ser tomados como balizadores para uma educação ética e humanizada. São cinco os dojo kun: respeitar acima de tudo; criar intuito de esforço; conter espírito de agressão; esforçar-me para a formação do caráter; fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão. Tal trabalho não visa apenas os karatecas (praticantes de karatê-dô), pois, os pensamentos postos em seu decorrer são de imediata associação para qualquer indivíduo, indo muito além de uma visão meramente marcial. E, essa proposta, de uma formação karateca que não se restrinja apenas ao local de treino é o real significado da expressão dô ao final da palavra karatê-dô.

Veja o artigo completo: PDF