Resumo Trabalho

ESTUDO DIRIGIDO COMO MODALIDADE DIDÁTICA NO ENSINO DE ECOLOGIA: DO PLANEJAMENTO A UTILIZAÇÃO PEDAGÓGICA

Autor(es): MARIA JACKELINE VIANA ALVES e orientado por ANDRÉA PEREIRA SILVEIRA

O estudo dirigido é uma modalidade didática que pode ser utilizada como uma ferramenta para auxiliar no processo de ensino e aprendizagem. Tal modalidade contribui para a independência do aluno e para o aperfeiçoamento de suas capacidades intelectuais, como o desenvolvimento da criatividade e da capacidade de resolver problemas. Por todas as utilidades e vantagens dessa modalidade, propomos neste trabalho relatar o processo de elaboração de estudo dirigido referente ao conteúdo da disciplina de Ecologia Regional do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Estadual do Ceará, Campus da Faculdade de Educação de Itapipoca UECE/FACEDI. Essa estratégia de ensino foi pensada e executada a partir da vivência dos autores como aluno da disciplina, orientanda e orientadora do programa de monitoria acadêmica na área de Ecologia. A elaboração do estudo dirigido foi conduzida com base na contextualização, no letramento científico e na transposição didática, aspectos do ensino de Ciências e Biologia, previstos nos documentos oficiais que legislam sobre o ensino brasileiro. As questões são autorais e os enunciados são contextualizados, com textos, por vezes acompanhados de figuras, tabelas, gráficos, citações de livros ou artigos científicos publicados em periódicos nacionais e internacionais e, foram elaboradas nos formatos: 1) Múltipla Escolha: A, B, C, D; 2) Associação de Colunas; 3) Dupla Alternativa: verdadeiro ou falso e; 4) Questões de Respostas Embutidas: que consiste de uma passagem de texto com questões embutidas. Seguimos as orientações técnico-pedagógicas do guia de elaboração de questões Bio-EAD/UAB-UECE para os quatro formatos utilizados. Todas as questões vêm acompanhadas de gabarito, respostas comentadas e classificação quanto ao grau de dificuldade. Ao final do semestre letivo de 2016.2 foi elaborado um total de 150 questões, em cinco blocos que abrangem o conteúdo da disciplina: 1) fatores que determinam os padrões climáticos globais, regionais e locais; 2) biomas mundiais; 3) aspectos ambientais do estado Ceará; 4) o sistema de unidades de conservação e; 5) tipos de vegetação do Ceará. O primeiro bloco foi avaliado nos aspectos qualitativo e quantitativo com o intuito de identificar a aceitação e adequação pedagógica aos objetivos propostos. Os resultados mostraram 75% de acertos e 25% de erros e, evidenciaram que as questões com maior porcentagem de erros foram as do tipo “Dupla Alternativa: verdadeiro ou falso”, resultados que serviram de base para correções e adequações nos blocos 2, 3, 4 e 5 que foram avaliados qualitativamente. Estes cinco blocos foram disponibilizados para os alunos no decorrer da disciplina à medida que o conteúdo era trabalhado. O processo de elaboração do estudo dirigido demandou elevados investimentos em leitura, tempo e criatividade, competências e habilidades do fazer docente que foram compensadas na medida em que percebemos que o conteúdo abordado em sala se tornou mais dinâmico, atraente e motivador. O estudo dirigido se mostrou uma alternativa cabível e eficiente na condução do aprendizado dos alunos. Especialmente porque os temas das questões são contextualizados e reflexivos, levando o aluno a ponderar e pesquisar os diversos assuntos e não apenas decorar as respostas.

Veja o artigo completo: PDF