Resumo Trabalho

NOS CAMINHOS DA INTERDISCIPLINARIDADE: UMA ANÁLISE DOS PROJETOS INTERVENTIVOS DO PIBID PEDAGOGIA-UVA

Autor(es): HELENA ARCANJO DA SILVA e orientado por RAILANE BENTO VIEIRA

O trabalho trata-se de uma análise da presença da interdisciplinaridade nos projetos pedagógicos interventivos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID Subprojeto Pedagogia da Universidade Estadual Vale do Acaraú–UVA. Desta forma, objetiva-se neste trabalho destacar a relação da interdisciplinaridade no contexto dos projetos interventivos do Subprojeto Pedagogia bem como a importância no processo de ensino e aprendizagem dos educando identificando as disciplinas/áreas trabalhadas em cada projeto levando em consideração as necessidades de aprendizagem da turma e as exigências do currículo escolar. O trabalho se caracteriza como sendo de natureza qualitativa do tipo descritiva sobre uma análise dos projetos pedagógicos de ação do Programa PIBID Subprojeto Pedagogia, buscando verificar a presença da interdisciplinaridade. Os projetos analisados referentes aos meses de abril a junho abordaram as seguintes temáticas, o primeiro denominado de “Água pra quê te quero?”, o segundo “Nos Caminhos da Geometria” e o terceiro “Festa Junina: Resgatando a Cultura Nordestina”. Ao analisar os projetos foi visível a integração de diferentes disciplinas no momento de trabalhar uma temática específica. É importante enfatizar, que na realização das atividades a partir do projeto no âmbito do PIBID Pedagogia leva-se em consideração além da interdisciplinaridade, a ludicidade e a articulação com os conteúdos curriculares previstos para a turma em acompanhamento e só é possível realmente se houver estudo, pesquisa, e a preocupação com a aprendizagem daquelas crianças envolvidas. Nesse contexto o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência – PIBID tem proporcionado aos acadêmicos de Pedagogia uma significativa contribuição para a formação dos futuros licenciados através de estudos, pesquisa, elaboração de projetos com metodologias significativas entre outros, que acaba por trazer impactos positivos tanto para a instituição onde se atua, como para uma formação de qualidade dos futuros docentes, professores esses, que sairão da universidade com uma nova visão da realidade da escola pública brasileira, sendo capacitados para lidar com as deficiências e, principalmente, de transformar esta realidade deficitária em algo prazeroso e produtivo.

Veja o artigo completo: PDF