Resumo Trabalho

A INCLUSÃO DE CRIANÇAS COM BAIXA VISÃO NAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE - CE

Autor(es): FRANCISCO HELION PEREIRA OLIVEIRA e orientado por DÉBORA LIBERATO ARRUDA

Este artigo apresenta como objetivo principal investigar se existem e quais são as estratégias pedagógicas utilizadas pelos professores do ensino fundamental regular das escolas do município de São Gonçalo do Amarante-Ce para incluir alunos com baixa visão no cotidiano escolar. Trata-se de pesquisa de campo feita de pressupostos teóricos de Dorneles (2007); (2015); Mittler (2003); Rodrigues (2015), entre outros. Participaram do estudo quatorze professores do ensino fundamental de cinco escolas públicas de São Gonçalo do Amarante que estão em salas onde frequentam os alunos com baixa visão. O instrumento empregado no processo de coleta de dados constituiu na aplicação de um questionário semiestruturado para cada participante, onde foram instruídos a preencherem conforme sua compreensão. Quanto aos resultados, estes apontaram que ainda são usadas estratégias deficientes, cujo em sua maioria das respostas apresentaram os resultados esperados. Constatou-se também que os docentes declararam não possuírem formação adequada para trabalhar com alunos de baixa visão, entretanto relataram que possuem forte aceitação do processo de inclusão dessas crianças e desejo de se adequarem por meio de formação continuada sobre a deficiência e estratégias que podem ser utilizadas com esses alunos. Este trabalho sobre o uso de estratégias pedagógicas adequadas direcionadas aos alunos que estudam nas escolas municipais de São Gonçalo do Amarante-Ce, que apresentam baixa visão não se finaliza aqui, pois ainda se tem um longo caminho a ser percorrido, podem ser apontadas algumas sugestões de auxílio educacional, como a realização de formação continuada voltada aos professores, confecção de materiais didáticos que possam contribuir para o processo de ensino aprendizagem espera-se que este trabalho possa contribuir para a realização de outras pesquisas.

Veja o artigo completo: PDF