Resumo Trabalho

ESTRESSE DA EQUIPE DE ENFERMAGEM NO SERVIÇO DE PRONTO ATENDIMENTO DE UM HOSPITAL PÚBLICO

Autor(es): JOANA CAROLINA DA SILVA PIMENTEL e orientado por FRANCISCO GILBERTO FERNANDES PEREIRA

Resumo do artigo: A pesquisa traz como objetivo identificar os fatores desencadeadores do estresse da equipe de enfermagem que trabalha no serviço de pronto atendimento de um hospital público Trata-se de um estudo descritivo e transversal, com abordagem quantitativa, realizada em um hospital público da cidade de Picos-PI, entre dezembro de 2016 a fevereiro de 2017. Participaram da pesquisa 8 enfermeiros e 19 técnicos de enfermagem que atuam no Serviço de Pronto Atendimento (SPA), ambos os sexos. Como resultados foram encontrados: 55,5% eram do sexo feminino, a faixa etária mais prevalente entre 20-30 anos, aproximadamente 37%, relacionadas à atividade laboral, a maioria dos profissionais (77,7%) atuam nessa profissão há mais de 4 anos, sendo que especificamente no setor da urgência a grande maioria atua há mais de 3 anos (59,2%). Em relação às horas trabalhadas por dia, 96,3% relataram que trabalham de 12 a 24 horas por dia, possuindo um intervalo de 3 horas para descanso durante cada plantão, sendo que aproximadamente 48,14% afirmaram ter outro vinculo empregatício, Quando questionados sobre a satisfação com o cargo que ocupa dentro da instituição que foi realizada a pesquisa, as respostas foram majoritariamente que estão satisfeito (96,3%). Em contrapartida, em relação ao salário, mostraram que há insatisfação com o mesmo, representado por aproximadamente 74% das respostas. A grande demanda do setor é o fator que mais causa estresse no ambiente de trabalho, segundo os entrevistados, seguido pelo ambiente físico e a sobrecarga do trabalho. Assim, podemos concluir que os profissionais que trabalham no Serviço de Pronto Atendimento estão constantemente expostos a elevados níveis de estresse ocupacional, proporcionados principalmente pelas atividades da equipe que exigem rapidez e eficácia em tempo mínimo, diante de uma grande demanda populacional. Desta forma, a presente pesquisa é de grande relevância para todos os trabalhadores hospitalares, em especial enfermeiros do Serviço de Pronto Atendimento, servindo de base para futuros estudos que visem a melhoria dos serviços e qualidade de vida através da redução dos níveis de estresse.

Veja o artigo completo: PDF