Resumo Trabalho

IDENTIFICAÇÃO DE FUNGOS TOXIGÊNICOS EM RAÇÕES DESTINADAS A OVINOS E CAPRINOS COMERCIALIZADAS NO MUNICÍPIO DE QUIXADÁ-CE

Autor(es): ANTONIO RENER CARDOSO DE SOUZA e orientado por MARIA EDITE BEZERRA DA ROCHA

Os fungos filamentosos são capazes de produzir metabolitos secundários como as micotoxinas, fungos estes que são comumente encontrados no milho, arroz, soja, castanhas e outros produtos alimentícios, que comumente são utilizados na preparação de rações destinadas ao consumo humano e animal. Desta forma a presente pesquisa objetivou identificar os fungos toxigêncios presentes em rações destinadas a caprinos e ovinos, comercializadas no município de Quixadá-CE. As amostras de torta de algodão, milho e casquinha de soja foram coletadas e distribuídas em meio de agar-água (AA), com três repetições para cada amostra. Durante o período de três a cinco dias após a incubação os fungos foram identificados com base nas suas características morfológicas. As colônias de fungos toxigênicos identificadas a partir das amostras foram isoladas em BDA (agar-batata-dextrose). As espécies fúngicas encontradas foram: Aspergillis niger, Aspergilus sp., Rhizopus stolonifer, Rhizopus sp., Acremonium sp., Emericela nidulans e Penicillium sp., sendo que a presença de fungos toxigênicos, como os do gêneros Aspergillus e Penicillium, merece um atenção especial referente a produção de leite e de queijos artesanais que são bastantes comercializados no município, já que as micotoxinas podem ser biotransformadas e serem excretadas através do leite, em virtude do consumo constante de rações contaminadas pelos ovinos e caprinos. Estas substâncias são responsáveis por diversos problemas de saúde no homem como nos animais, podendo também trazer prejuízos para os produtores de alimentos, contudo a existência de fungos toxigênicos nas rações não indica a presença de toxinas em um produto alimentar mais deve ser considerado o potencial toxigênico.

Veja o artigo completo: PDF