Resumo Trabalho

PANORAMA DA EVOLUÇÃO DO ÍNDICE TOTAL DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

Autor(es): SOFIA VIEIRA CAMPOS e orientado por JEAN LEITE TAVARES

A disponibilidade e acesso aos recursos hídricos é fator limitante frente à determinadas condições geoclimáticas desfavoráveis de algumas regiões. Como exemplo, tem-se a região localizada no Nordeste brasileiro, o semiárido, caracterizado por uma área que apresenta regime de chuvas bastante irregular concentradas em curto período de tempo. A escassez hídrica prejudica o desenvolvimento social e mostra-se como uma das principais barreiras a ser enfrentada. Em consequência, observa-se que a falta de acesso aos recursos hídricos está relacionado a fatores que impedem ou estabelecem restrições aos instrumentos ou ferramentas que objetivam garantir a disponibilidade hídrica para a população, como os sistemas de abastecimento de água por exemplo. Além dos índices de escassez hídrica previstos para a região, há ainda, outros fenômenos extemporâneos que atenuam a disponibilidade hídrica para a população. Porém, para que isso de fato seja assegurado, a disponibilidade hídrica e o planejamento do uso dos recursos hídricos devem ser condição mínima existentes. O presente trabalho tem o objetivo de apresentar o panorama sobre os índices de abastecimento de água no semiárido brasileiro nos anos de 2009, 2010 e 2011, que correspondem aos anos mais recentes disponibilizados na plataforma de pesquisa. A metodologia foi à análise de dados do INSA e a elaboração de mapas através do SIGSAB. Observou-se que, nos anos referidos, houve aumento dos índices de abastecimento de água para a população urbana da região, ressaltando-se aqui que o INSA, apresentou-se como ferramenta fundamental de pesquisa podendo assim subsidiar o planejamento do uso sustentável dos recursos hídricos no semiárido brasileiro.

Veja o artigo completo: PDF