Resumo Trabalho

ANÁLISE DOS FATORES DE RISCO DA HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA EM UMA REGIÃO DO NORDESTE BRASILEIRO

Autor(es): DANIELLY DE CARVALHO XAVIER e orientado por FERDINANDO OLIVEIRA CARVALHO

INTRODUÇÃO: Ultimamente a procura de medicamentos para hipertensos e diabéticos vem aumentando, e os idosos estão se destacando por serem os principais consumidores. Dados referentes a Organização Mundial (OMS) de saúde consta que as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCTN) se tornarão as causas responsáveis pelas incapacidades, relacionadas ao público idoso. O estudo teve por objetivo identificar fatores de risco em pacientes idosos hipertensos em uma Unidade Básica de Saúde no interior do nordeste brasileiro; MÉTODO: Caracterizada como uma pesquisa epidemiológica, descritiva e de corte transversal desenvolvida no período de abril de 2017 na Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr. Francisco de Castro Veloso, situado na cidade de Valença do Piauí. Este estudo faz parte de uma dissertação de mestrado intitulado em “Efeitos do consumo regular de suco de uva integral associado à prática de exercício físico em idosos hipertensos”. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Fizeram parte da amostra 68 idosos, contendo vinte e sete homens e quarenta e uma mulheres, com idade superior a sessenta anos. e prevalência de 45,6% na faixa etária de 65 a 75 anos (DP + 8,17), 45,6% são da raça branca, casados (66,2%) e 48,5% possuem ensino fundamental incompleto. Tendo como média de PAS elevada 154mmHg (DP +29,1) nos idosos hipertensos e PAD de 85mmHg (DP +15,3), apresentando elevada com uso de medicação anti-hipertensiva. CONCLUSÃO: prevaleceram um índice elevado pessoas com uma baixa escolaridade e o IMC com valores aproximados ao sobrepeso. Tendo em vista que as mulheres apesarem de ter um determinado valor com atividades físicas moderada, ainda têm um valor significativo de baixa atividade física enquanto o excesso de atividades física ao homens estão relacionados ao trabalho rural.

Veja o artigo completo: PDF