Resumo Trabalho

EDUCAÇÃO LINGUÍSTICA E LETRAMENTO: UMA PROPOSTA PARA O ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA

Autor(es): BRENDA OLIVEIRA DE AGUIAR

Resumo: A educação brasileira consolidou o método tradicional da gramática como o jeito certo de ensinar língua portuguesa, essa postura tem desencadeado um descompasso na vida do estudante e falante desta língua, que não consegue relacionar os estudos da escola com as práticas de comunicação no seu cotidiano. A norma padrão atende o falante apenas em alguns contextos. A linguagem é o mecanismo mediador presente no ato da interação humana, ela quem conduz o processo comunicativo entre os sujeitos, compreender o funcionamento do seu uso é imprescindível para a colocação do homem em sociedade. Este artigo apresenta uma proposta para o ensino de língua portuguesa, elegendo as práticas do letramento e da educação linguística como base para os paradigmas didáticos de ensino, tendo em vista a interação que esses mecanismos despertam nos ambientes de sala de aula, o estímulo à produção de diferentes gêneros textuais, para uma percepção prática da gramática normativa, com foco nos diferentes contextos comunicativos, que representam as vivencias cotidianas dos falantes, poderia contribuir para uma melhor formação em língua portuguesa. Concordamos com a perspectiva da Linguística Funcional que entende a língua a partir de seu uso nas práticas comunicativas, representando os diferentes contextos de interação humana, a qual explica os aspectos gramaticais partindo de situações interativas concretas entre os falantes. Deste modo procuramos nos orientar pelos Parâmetros Curriculares Nacionais de Língua Portuguesa, como também observamos o embasamento teórico dos autores que compreendem a língua nesta visão funcional de ensino: Bagno (2005, 2007), Martelotta et all (2003), Furtado da Cunha (2013), Martelotta (2013), Marcuschi (2009), Travaglia (2001).

Veja o artigo completo: PDF