Resumo Trabalho

REDUÇÃO DO CONSUMO DE ÁGUA E ENERGIA ELÉTRICA ATRAVÉS DE PRÁTICAS EDUCACIONAIS FUNDAMENTADAS EM USO RACIONAL

Autor(es): LUCAS FELIPE FARIAS LIMA FÉLIX DE FIGUEIREDO e orientado por JOSÉ DE ARAÚJO PEREIRA

O presente trabalho tem como objetivo relatar a experiência vivenciada na Extensão e apresentar dados coletados ao longo do projeto para apontar a necessidade da educação ambiental nas escolas públicas, sobretudo nas escolas dos municípios que são abastecidos pelo Açude Epitácio Pessoa, reservatório situado na cidade de Boqueirão-PB, que abastece o município de Campina Grande e mais dezoito municípios das mesorregiões do agreste e brejo paraibano. Devido a forte seca que assola a região e a má gestão dos órgãos competentes que não observaram o fenômeno de redução constante do volume do reservatório ao longo de seis anos consecultivos, o açude que tem capacidade para 411.686.287m³ chegou a apresentar em março de 2017 apenas 3,19% de água armazenada, sendo necessário o uso de bombas flutuantes para bombear a água do volume morto e evitar um grande colapso no abastecimento de diversas cidades paraibanas. Neste trabalho, expandimos o conceito de recurso hídrico para a energia elétrica, uma vez que cerca de 70% de toda energia consumida no país é proveniente de fontes hidráulicas e a redução do consumo de energia representa uma diminuição na requisição às hidroelétricas. O projeto foi desenvolvido na Escola Municipal Padre Antonino no bairro de Bodocongó em Campina Grande-PB, nordeste do Brasil com 40 estudantes dos 8º e 9º anos que atuaram diretamente como agentes multiplicadores na comunidade escolar com a inserção de conceitos e práticas direcionados ao uso racional da água e energia elétrica. A metodologia consistiu em uma coleta mensal de dados de consumo tanto da escola quanto das residências dos estudantes, em paralelo à oficinas, cursos e palestras que aconteciam semanalmente para reforçar a necessidade do uso racional destes recursos. Os resultados apontaram para a importância do protagonismo exercido pela escola pública no uso racional dos recursos hídricos para a diminuição dos consumos de água e energia elétrica nas residências dos estudantes e na escola, bem como a importância de uma educação ambiental continuada, para que as práticas de uso racional sejam apropriadas, fomentadas e difundidas pela comunidade.

Veja o artigo completo: PDF