Resumo Trabalho

REFLEXÕES SOBRE O ENSINO DE MATEMÁTICA NA PERSPECTIVA DO BOLSISTA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA DO PIBID

Autor(es): FRANCISCO JOSÉ DE LIMA

O presente trabalho tem como objetivo discutir sobre o ensino de Matemática na perspectiva do bolsista de iniciação à docência do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) que é considerado uma política pública brasileira que tem por finalidade incentivar o aperfeiçoamento e a valorização da formação de professores para a Educação Básica se propondo contribuir com o desenvolvimento profis¬sional docente por meio do diálogo entre os interlocutores que compõem o Programa. A pesquisa de cunho qualitativo desenvolveu-se mediante estudo de caso no Subprojeto do curso de Licenciatura em Matemática do IFCE, campus Cedro que apresenta uma proposta que busca articular a pesquisa como princípio formativo para o exercício da docência em matemática, tendo como pressuposto, a elaboração de saberes para a aprendizagem profissional e atuação no ensino de Matemática. O grupo é constituído por 30 (trinta) licenciandos divididos em três grupos de bolsistas que são orientados/acompanhados por um professor supervisor na escola básica e atuam em três cidades do interior do Estado do Ceará. Os dados foram coletados através da realização de um grupo focal, com a participação de 10 (dez) bolsistas do Programa. Os dados foram analisados a partir do referencial teórico que fundamentou a pesquisa, de modo a promover um diálogo com a realidade observada. Os resultados permitem inferir que os futuros professores preocupam-se com a prática de ensino, atentando-se para a aprendizagem dos alunos e indicam acreditar na contextualização do ensino como possibilidade de aproximação de conteúdos estudados ao cotidiano do aluno, reconhecendo o importante papel das tecnologia no processo de ensino-aprendizagem, na perspectiva de ensinar e aprender Matemática de forma contextualizada. Os participantes sinalizam que o processo de ensino-aprendizagem deve estar voltado para construção do conhecimento por parte do aluno, colocando-o numa postura ativa diante desse processo.

Veja o artigo completo: PDF