Resumo Trabalho

O PROCESSO SOCIOEDUCATIVO NA TORCIDA UNIFORMIZADA DO FORTALEZA: APRENDIZAGEM E MORAL EM PIAGET.

Autor(es): RAONI OLIVEIRA MARQUES

Produzimos este artigo com o propósito de fazer uma primeira reflexão para a pesquisa em andamento do programa de mestrado em Ciência da Educação da Anne Sullivan University, intitulada O processo socioeducativo na Torcida Uniformizada do Fortaleza: um estudo sobre o método da bateria da TUF. Fundamentados numa análise teórica do livro O juízo moral na criança, de Jean Piaget, um estudo sobre as relações estabelecidas entre crianças em um jogo com “bolinhas”, muito semelhante ao que chamamos de “gude”, ou de “bila”. Piaget direcionou seu olhar de pesquisador no sentido de entender como o juízo moral na criança é formado, mas conseguiu compreender e descrever brilhantemente as etapas e o modo que o aprendizado infantil se desenvolve. Pretendemos neste artigo apresentar e refletir sobre como o processo descrito por Piaget conduz a moral na criança, para posteriormente utilizarmos este conhecimento na análise do campo em estudo, que é a “Bateria Nota 10” da Torcida Uniformizada do Fortaleza (TUF), grupo percussivo que tem mais de vinte e seis anos de existência. Explicaremos as etapas que influenciam a criança em um processo de aprendizagem, que aqui é o jogo de bolinhas. O processo, descrito por Piaget, consiste de dois grupos de fenômenos, a prática e a consciência das regras, a prática contém quatro etapas: motora[ETAPA 1], egocêntrica [ETAPA 2], de cooperação [ETAPA 3] e codificação da regra [ETAPA 4]. A consciência da regra é formada em três etapas: a primeira vai até a primeira metade da etapa egocêntrica, dando início à segunda, que vai até a metade da etapa de cooperação e a terceira que se estabelece a partir da metade desta terceira etapa. Com isso, partiremos para a reflexão sobre as relações na torcida em estudo. Durante a pesquisa dissertativa faremos entrevistas semiabertas com os componentes e ex-componentes da Bateria da TUF, com o presidente e diretores da Torcida. Posteriormente vamos fazer participação observante, onde iremos nos inserir na escolinha e em seguida na bateria, para aprender e descrever o método que os professores da torcida ensinam os ritmos a serem tocados pelo grupo, bem como perceber e descrever as relações sociais estabelecidas por eles e observadas durante a participação observante.

Veja o artigo completo: PDF